REDE

Santa Casa de Porto Alegre anuncia integração para troca de conhecimento

A Santa Casa é a primeira organização de saúde do Rio Grande do Sul a integrar a Rede Einstein de Oncologia e Hematologia.

Compartilhe:
Foto: Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre/Divulgação (Arquivo)

As unidades de tratamento de câncer da Santa Casa de Porto Alegre agora passam a integrar a Rede Einstein de Oncologia e Hematologia, para troca de conhecimento, inovações, tecnologias e protocolos assistenciais na área, além de boas práticas de gestão.

“Com o intercâmbio de informações e experiências, a integração irá ampliar as possibilidades de atuação dos profissionais da Santa Casa nos atendimentos de pacientes do Hospital Santa Rita, unidade especializada em oncologia da instituição, e do Centro de Oncologia do Hospital Nora Teixeira”, informou a Santa Casa.

A Santa Casa é a primeira organização de saúde do Rio Grande do Sul a integrar a Rede Einstein de Oncologia e Hematologia, presente também em outros cinco estados brasileiros.

“Somos referência no atendimento de alta complexidade e em sinergia com a importância da responsabilidade social que desempenhamos na sociedade. Essa conexão será primordial, não só para ampliar nossa qualidade de atendimento, mas especialmente para o desenvolvimento de novas práticas e protocolos para a prevenção e o tratamento do câncer, unindo capacidade científica e o que há de mais atual em alta tecnologia para o atendimento dos nossos pacientes”, destaca o diretor Médico e de Ensino e Pesquisa da Santa Casa, Antonio Nocchi Kalil.

Segundo a Santa Casa, além de permitir o aprimoramento das práticas médicas e assistenciais na área de oncologia, a integração será fundamental na promoção de atividades de ensino e pesquisa, com a possibilidade de realização conjunta de estudos clínicos.

“A partir da experiência de ambas as organizações, o objetivo é trabalhar pelo desenvolvimento técnico-científico do tratamento oncológico, contribuindo para o aperfeiçoamento dos serviços de saúde em todo país. Seja por meio de reuniões presenciais ou videoconferências, o intercâmbio acadêmico também possibilitará a discussão de casos complexos ou novos casos de câncer, bem como o debate de atualizações acadêmico-científicas entre os profissionais das duas organizações”, afirmou a Santa Casa.

Protocolos assistenciais

Ao se integrar à Rede Einstein de Oncologia e Hematologia, a Santa Casa também traz para o Rio Grande do Sul acesso a protocolos assistenciais de quimioterapia, transplante de medula óssea, radioterapia, cuidados paliativos e oncogenética definidos pelo Hospital Israelita Albert Einstein.

“O Einstein busca promover acesso a uma saúde de qualidade para cada vez mais pessoas e vem ampliando a sua atuação em oncologia e hematologia por meio de iniciativas que unem assistência, ensino e pesquisa. Essa é uma oportunidade de compartilharmos o conhecimento e expertise adquiridos ao longo dos anos com profissionais do Rio Grande do Sul, sempre alinhados à missão de oferecer o melhor atendimento aos pacientes”, explica o diretor Médico do Centro de Oncologia e Hematologia Einstein, Sérgio Araújo.

 

Quer receber notícias no WhatsApp?
Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Compartilhe:
error: