SEGURANÇA PÚBLICA

RS tem queda acentuada nos índices de criminalidade em novembro

Governo do Estado atribui a melhora nos índices ao reforço do policiamento e às ações estratégicas

Compartilhe:

O Rio Grande do Sul fechou o mês de novembro com reduções nos principais indicadores de criminalidade. Os dados foram divulgados pela SSP (Secretaria de Segurança Pública) nesta segunda-feira (4).

O Estado destaca a queda homicídios (-20,6%), feminicídios (-40%), roubos de veículos (-33%) e abigeatos (-37%), entre outros. Também chama atenção que  dos 497 municípios gaúchos, 251 não registraram, entre janeiro e novembro, uma morte violenta sequer. As comparações são com o mesmo período do ano passado.

O governo do Estado atribui a melhora nos índices ao reforço do policiamento e às ações estratégicas. “Com nossa pressão operacional, estamos realizando importantes prisões e apreensões de armas e drogas, impactando diretamente o crime organizado”, destacou o secretário da Segurança Pública, Sandro Caron.

Sobre os homicídios, cuja diminuição em Porto Alegre foi 50%, o comandante-geral da Brigada Militar, coronel Cláudio Feoli, diz que o fortalecimento do serviço de inteligência tem feito com que as forças policiais atuem cada vez mais de forma antecipada às ações criminosas. “Por meio desse mapeamento, tropas especializadas, como Bope, Choque e Batalhão de Aviação da Brigada Militar, atuam na saturação de áreas específicas, para reforçar o combate à violência”, ressaltou.

Já a respeito da melhora nos resultados dos crimes contra as mulheres, o estudo descreve que “além de delegacias especializadas, a Polícia Civil também dispõe de 81 Salas das Margaridas e a Delegacia de Polícia Online da Mulher. Já a Brigada Militar atende mais de 100 municípios gaúchos com as patrulhas Maria da Penha”, relata.

Confira o total de ocorrências de cada crime em novembro de 2023

  • Homicídios: 123
  • Feminicídios: 6
  • Roubos de veículos: 253
  • Abigeatos: 240

 

 

 

Quer receber notícias no WhatsApp?
Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Compartilhe:
error: