MUITO DINHEIRO

Mega da Virada: Quanto rende e o que dá para comprar com o valor do prêmio

O sorteio da Mega da Virada será realizado no dia 31 de dezembro, às 20h (de Brasília).

Compartilhe:
Bilhetes de aposta da mega-sena. Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil

Dinheiro na mão é vendaval para uns, investimento para outros. No caso de R$ 570 milhões, valor do prêmio principal estimado para a Mega da Virada de 2023, digamos que daria para fazer de tudo.

Comprar um jato particular dos mais caros do mundo, que custa em torno de R$ 47,5 milhões, dá e sobra para bancar o uso e a manutenção. Ou, daria ainda para usar o “troco” para comprar uma ilha particular.

Para dar um exemplo (há muitas ofertas, acredite!): em Belize, na América Central, a ilha Long Coco Caya, de 150 mil metros quadrados e infraestrutura já adiantada, está à venda por cerca de R$ 400 milhões.

Para quem prefere fazer o dinheiro render, em vez de sair torrando, vale dizer que existe a perspectiva de se tornar bilionário em 10 anos. Aplicando em letras de crédito (considerando uma taxa de 100% do CDI), a bolada renderia perto de R$ 1, 2 bi ao longo do período. Em um cenário mais conservador, investir na poupança, por exemplo, renderia pelo menos R$ 450 milhões (à taxa de 0,5% ao mês) no mesmo período.

A seguir, preparamos uma lista de sugestões para quem levar sozinho toda a bolada do concurso, cujo sorteio será realizado no dia 31 de dezembro, às 20h (de Brasília).

O que rende o valor do prêmio

– 3 aplicações financeiras (valores estimados conforme simulação com taxas do dia em 20 de dezembro de 2023):

POUPANÇA: aplicação de renda fixa disponível em bancos e isenta de IR.

  • 1 ano: R$ 35.156.352,76
  • 5 anos: R$ 198.844.586,95
  • 10 anos: R$ 467.056.138,40

CDB: títulos de dívida bancária, podem ser pré ou pós-fixados atrelados a indexadores como o CDI ou IPCA (alíquota de IR progressiva, de 15% a 27,5%).

  • 1 ano:R$ 54.784.125,00
  • 5 anos: R$ 356.096.192,30
  • 10 anos: R$ 973.914.775,05

LCA e LCI: Letras de Crédito Imobiliário e do Agronegócio. São isentas de IR.

  • 1 ano: R$ 66.405.000,00
  • 5 anos:R$ 418.936.696,82
  • 10 anos: R$ 1.145.782.088,29

3 coisas extravagantes que seria possível comprar

VIAGEM AO ESPAÇO

Uma “passagem” para voo espacial comercial está custando em torno de R$ 2,5 milhões por pessoa. Além de poucos assentos (apenas três passageiros a bordo), também são poucas as oportunidades: hoje, a empresa lança cerca de uma missão por mês e deve aumentar o ritmo em 2026, para um voo por semana.

Para quem vencer sozinho a Mega da Virada esse ano, dá para levar dois amigos para decolar da Califórnia em direção às estrelas, e ainda sobra bastante para se hospedar em um dos quartos de hotel mais caros do mundo, ali pertinho, em Las Vegas.

Na cobertura de um hotel cassino, com 850 m², design de grife, dois quartos king size, piscina privativa, terraço e vista da Las Vegas Strip, a suíte sai pela bagatela de R$ 7,5 milhões por 10 dias (valor aproximado convertido para real).

CASTELO

Assim como ilhas particulares, há uma porção de castelos à venda. Uma rápida consulta pela Internet vai mostrar muitas opções que cabem no bolso do vencedor único da Mega da Virada, inclusive os “classe A” na terra da mais tradicional e respeitada realeza da história, a Inglaterra.

Para se ter uma ideia, um castelo com partes originais que remontam ao século XV, construído à beira da costa Norte, num cenário cinematográfico, com 13 quartos mais 20 chalés espalhados na propriedade que tem mais de 1,1 quilômetro quadrado, está à venda por aproximadamente R$ 175 milhões.

Uma pechincha se comparado à essa opção, na França, a vinte minutos de Paris: o palácio onde já viveu o poeta Robert de Montesquiou, com quatro suítes mais uma casa de hóspedes, piscina interna, quadra de squash e cinema, está à venda por R$ 215 milhões.

OBRA DE ARTE

Usar toda essa fortuna de uma única vez parece difícil, mas é possível. Especialmente no mercado de arte. Para se ter uma ideia do valor que uma obra pode alcançar, vale lembrar que esse ano, a pintura “Dama com leque”, do austríaco Gustav Klimt, tornou-se o quadro mais caro já vendido na Europa, sendo arrematado em leilão por cerca de R$ 453 milhões (com impostos, o valor ficou em R$ 519 milhões).

A título de curiosidade e choque de realidade: a pintura mais cara do mundo é a obra Salvator Mundi, produzida em 1500 por Leonardo da Vinci, vendida em 2017 por US$ 450,3 milhões (cerca de R$ 2,2 bilhões, em conversão atual), para um príncipe árabe.

Quer receber notícias no WhatsApp?
Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Compartilhe:
error: