EM CARTA

José Otávio Germano renuncia à Prefeitura de Cachoeira do Sul

José Otávio foi afastado após operação do MP-RS que apura fraudes em contratos da prefeitura. Confira a carta;

Compartilhe:
José Otávio Germano relatou problemas de saúde em carta – Foto: Prefeitura de Cachoeira do Sul/Divulgação

Afastado após operação do MP-RS (Ministério Público do Rio Grande do Sul), José Otávio Germano renunciou ao cargo de prefeito de Cachoeira do Sul, município da Região Central.  A renúncia veio acompanhada de uma carta, direcionada ao presidente da Câmara de Vereadores, Magaiver Borba Dias Soares.

Também foi redigida uma carta à população da cidade. Nela, José Otávio fala da necessidade de tratar um problema de saúde.

“Renuncio porque preciso de tratamento médico, sério e duradouro. Subestimei uma doença, enfermidade que atinge milhões de brasileiros, trazendo tristezas e frustrações para todos, especialmente para a família e amigos”, relatou no documento.

A operação do MP-RS foi deflagrada no fim de setembro. A chamada “Operação Fandango” apura crimes licitatórios, corrupção ativa e passiva, concussão, bem como a prática de crimes de responsabilidade por parte da Prefeitura do município.

Além dos agentes públicos, também são investigados empresários ligados aos certames e outras negociações suspeitas.

Os vereadores de Cachoeira do Sul chegaram a debater o processo de impeachment contra Germano. Agora, o cargo é de Angela Schuh, anteriormente vice-prefeita. Ela já vinha cumprindo a função.

Quer receber notícias no WhatsApp?
Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Compartilhe:
error: