INCENTIVO ESTATAL

BRDE divulga projetos contemplados pela lei de incentivos fiscais

Ao todo, são 54 iniciativas aprovadas para captação nas áreas cultural, social e esportiva voltadas a crianças, adolescentes e idosos

Compartilhe:
Associação Beneficente Pella Bethânia, em Taquari, oferece atendimento a cerca de 140 pessoas idosas e com deficiências – Foto: Divulgação Pella Bethânia

O BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul) divulgou, nesta quarta-feira (27), a relação das entidades que receberão apoio por meio de sua política de responsabilidade socioambiental. Ao todo, são 54 iniciativas aprovadas para captação nas áreas cultural, social e esportiva voltadas a crianças, adolescentes e idosos. O aporte se aproxima dos R$ 2 milhões (R$ 1.986.999,28) apenas no Rio Grande do Sul.

Segundo o governo do RS, no processo de seleção das propostas deste ano, houve uma preocupação especial com projetos das cidades atingidas pelas enchentes recentes no Estado, particularmente para atender comunidades do Vale do Taquari. São nove propostas de municípios da região que estão entre as selecionados pelo banco, totalizando repasses em torno de R$ 300 mil.

Cultura

Além disso, com metade entre as propostas selecionadas, cerca de R$ 794 mil são destinados a projetos na área de produção cultural e audiovisual. Ao todo, 23 iniciativas de diferentes cidades gaúchas foram selecionadas. Outras três cotas iguais de R$ 198,7 mil serão destinadas para projetos de incentivo ao esporte, de cuidados com a saúde e bem-estar dos idosos e de proteção às crianças.

Referência

Neste ano, o banco retomou, ainda, os repasses para instituições que cuidam da saúde das pessoas com deficiência, assim como para diagnóstico e tratamento do câncer. Uma das instituições beneficiadas com recursos do BRDE é o Hospital São Vicente de Paulo, de Passo Fundo.

Região Sul

Ao todo, ao final deste ano, o BRDE irá repassar R$ 5,9 milhões divididos de maneira equânime entre os três estados da Região Sul. Nos últimos oito anos, o banco já soma mais de R$ 34 milhões em repasses via lei de incentivos fiscais para projetos no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

A cada ano, o banco recebe inscrições, exclusivamente em meio eletrônico, para projetos que já tenham obtido aprovação oficial para captar recursos por meio dos seguintes mecanismos: Lei Federal de Incentivo à Cultura/Lei do Audiovisual; Lei Federal de Incentivo ao Esporte; Fundos da Infância e da Adolescência; Fundo Nacional do Idoso; Pronon (Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica) e Pronas (Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência).

Quer receber notícias no WhatsApp?
Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Compartilhe:
error: