REGIÃO SUL

Adolescente é resgatada em situação de exploração sexual em boate de Canguçu

Jovem foi levada ao Conselho Tutelar e a dona do estabelecimento para a delegacia

Compartilhe:
Foto: PRF/Divulgação

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) resgatou, na madrugada deste sábado (9), uma adolescente de 16 anos que era explorada sexualmente em uma boate às margens da BR-392, em Canguçu, na Região Sul do RS. A ação faz parte da Operação Domiduca, que busca prevenir e reprimir crimes de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

Segundo a investigação, os agentes encontraram neste local mulheres trabalhando como garotas de programa. Uma delas disse ter 18 anos, mas não portava documentos. Ela também não informou o nome correto, o que levou a PRF a consultar o sistema. Foi quando os agentes descobriram que a jovem tinha 16 anos.

Ainda segundo a PRF, a adolescente disse aos policiais que trabalhava como garota de programa, mas que a proprietária da boate não sabia sua idade verdadeira. Ela acabou encaminhada aos cuidados do Conselho Tutelar e a dona do estabelecimento para a delegacia.

Operação Domiduca

Na Operação Domiduca, a instituição realiza mapeamentos e monitoramentos dos locais com tidos como com maior risco de ocorrências desses crimes. Com base nessas informações, faz ações para resgatar crianças e adolescentes, e prender exploradores.

Nesta última fase da operação, a PRF foi a 5 locais, fiscalizando 74 pessoas e 32 veículos no Rio Grande do Sul. Em maio, três adolescentes foram resgatadas de uma boate também em Canguçu.

Quer receber notícias no WhatsApp?
Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Compartilhe:
error: