EDUCAÇÃO

RS tem 40 mil matrículas garantidas no programa federal Escola em Tempo Integral

A intenção é não só aumentar a carga horária, mas melhor acolher os alunos e valorizar o professor

Compartilhe:

O Rio Grande do Sul tem 40.569 matrículas garantidas no projeto Escola em Tempo Integral do Governo Federal. O Ministério da Educação já repassou R$ 37,8 milhões para 417 municípios gaúchos implementarem o estudo com carga ampliada no estado.

Até o fim de dezembro, haverá novos repasses. O total pactuado pelo programa no Rio Grande do Sul é de R$ 113,8 milhões. Os recursos vão garantir 15.260 matrículas na rede estadual de ensino e outras 25.309 matrículas na rede municipal.

Viamão é a cidade com maior número de matrículas previstas no estado. São 901 e um valor total pactuado de R$ 4,6 milhões. Na sequência dos cinco municípios com maior número de matrículas estão a capital Porto Alegre (850), Gravataí (727), Santa Maria (612) e Rio Grande (552).

Escola em Tempo Integral

O programa pretende ampliar em 1 milhão o número de matrículas de tempo integral nas escolas de educação básica de todo o Brasil. A intenção é não só aumentar a carga horária, mas melhor acolher os alunos e valorizar o professor.

Isso irá ocorrer através do uso dos espaços dentro e fora da escola, dos diferentes saberes que compõem o currículo escolar, assim como da articulação com os campos da saúde, cultura, esporte, ciência e tecnologia, meio ambiente e direitos humanos, entre outras estratégias para melhorar as condições de aprendizagem.

São consideradas matrículas em tempo integral aquelas em que o estudante permanece na escola ou em atividades escolares por tempo igual ou superior a sete horas diárias ou a 35 horas semanais em dois turnos, sem sobreposição entre eles. Apenas as matrículas criadas ou convertidas em tempo integral a partir de 1º de janeiro de 2023 poderão ser contadas para fins de participação no programa.

Quer receber notícias no WhatsApp?
Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Compartilhe:
error: