TRABALHO

RS é o único estado com queda de empregos formais em julho, aponta MTE

Ao todo, o Brasil apresentou saldo positivo de 142.702 postos de trabalho. Destes, os homens obtiveram mais que o dobro de vagas que as mulheres. Houve ainda alta de postos para pardos, brancos, pretos, amarelos e indígenas

Compartilhe:

O Rio Grande do Sul apresentou queda de 2.129 no número de empregos formais no mês de julho. Foi o que apontou o novo Caged, divulgado, nesta quarta-feira (30), pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

O saldo ficou positivo nas outras 26 unidades da federação. Os maiores saldos foram em São Paulo (+43.331), Rio de Janeiro (+12.710) e Minas Gerais (+12.353).

Em termos gerais, o Brasil apresentou saldo positivo de 142.702 postos de trabalho no mês. O resultado foi puxado pelo setor de serviços, que gerou 56.303 postos (39% do saldo) e comércio com 26.744 postos (19% do saldo).

No acumulado do ano foram gerados 1.166.125 postos de trabalho, ficando positivo nos 5 grandes grupamentos econômicos e em 26 das 27 Unidades da Federação.

Agora, o estoque total recuperado para o Caged no mês foi de 43.610.550 postos de trabalho formais no país. Os dados mostram ainda que o salário médio real de admissão em julho foi de R$2.032,56, com um aumento de R$19,33 em comparação com o valor de junho, que foi de R$ 2013,23.

Entre os grupos populacionais, houve crescimento de 43.947 postos para mulheres e 98.755 para os homens. No que se refere à População com Deficiência, identificou-se saldo positivo de 452 postos de trabalho. O emprego em julho foi positivo para pardos (+75.918), brancos (+15.919), pretos (+13.035), amarelos (+720) e indígenas (+311).

Quer receber notícias no WhatsApp?
Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Compartilhe:
error: