Operação Consegna

Polícia Civil atua contra delivery de drogas em Cachoeirinha

Dois investigados foram presos. Mais de 100 agentes cumpriram três mandados de prisão preventiva e 15 mandados de busca e apreensão

Compartilhe:
Polícia Civil atua contra delivery de drogas em Cachoeirinha
Crédito: (autor não creditado) / DCS, Polícia Civil

A Polícia Civil deflagrou, na manhã desta sexta-feira (11), a operação Consegna, que investiga sistema de venda de drogas, com entregas via delivery na região metropolitana. Dois investigados foram presos.

Mais de 100 agentes cumpriram três mandados de prisão preventiva e 15 mandados de busca e apreensão nas cidades de Cachoeirinha e Canoas. O cumprimento das ordens judicias contou com apoio da Brigada Militar, por meio do 26º BPM (Batalhão de Polícia Militar).

Conforme o delegado André Lobo Anicet, da 1ª DP (Delegacia de Polícia) de Cachoerinha, os criminosos faziam a venda dos entorpecentes por meio de redes sociais. Após a compra, os usuários recebiam as drogas por meio de motoboys.

Anicet aponta que o sistema de venda era “complexo”, com a encomenda de maconha, cocaína e outras drogas por telefone, 24 horas por dia. Segundo o delegado, entregadores eram faziam ofertas para os usuários que adquirissem maiores quantidades de drogas. “À medida que aumentava o pedido, diminuía o valor por grama de entorpecente. Mas algumas promoções também eram para tentar atrair mais e mais usuários”, destaca Anicet.

Além de vendedores e entregadores, foram identificados os responsáveis por manter a droga em depósito, distribuidores, transportadores e fornecedores de armas da célula pertencente a uma facção criminosa que atua no Rio Grande do Sul.

Segunda ação contra o tráfico em dois dias

Ontem, a Polícia Civil agiu contra outra quadrilha que atua no município de Cachoeirinha. Foram cumpridas 15 ordens judiciais, incluindo 11 mandados de busca, dois de prisão preventiva e dois de prisão temporária nas cidades de Cachoeirinha, Gravataí, Alvorada e Sapiranga no âmbito da Operação Orfila I.

A investigação, coordenada pela delegada Milena Simioli, da 2ª DP de Cachoeirinha, teve como alvos os responsáveis pelo tráfico e seus “funcionários”, que atuam no comércio de entorpecentes e armas de fogo e são integrantes de facção criminosa conhecida em âmbito estadual com atuação no município. Doze pessoas foram presas e responderão por tráfico de drogas, associação para o tráfico, receptação, porte ilegal de arma de fogo, entre outros crimes.

Dentre os materiais apreendidos durante as diligências estão um fuzil T4, com centenas de munições, uma pistola, mais de R$ 39 mil, maconha, cocaína, balança de precisão, um pé de maconha, jaquetas subtraídas em uma investigação de roubo a residência, pinos para venda de cocaína e entre outros objetos pertinentes à investigação.

Quer receber notícias no WhatsApp?
Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Compartilhe:
error: