381 municípios

Aneel aprova reajuste nas tarifas da RGE Sul

Mais de 3 milhões de unidades consumidoras são atendidas pela RGE Sul, subsidiária da CPFL Energia, em 381 municípios gaúchos.

Compartilhe:

A diretoria da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou, nesta terça-feira (13), a Revisão Tarifária Periódica nas tarifas da RGE Sul. A empresa é responsável pela distribuição de energia em 381 municípios do Rio Grande do Sul, atendendo a 3,1 milhões de unidades consumidoras.

As tarifas da concessionária entram em vigor a partir de 19 de junho, com reajuste médio de 1,1%. Isso se deve pelo aumento para o consumidor comum e a redução para os grandes consumidores.

A classe de baixa tensão, que inclui as instalações em áreas urbanas e rurais, em áreas comerciais e industriais e a iluminação pública, terá reajuste médio de +3,72%. Para os consumidores residenciais e residenciais de baixa renda (tipo B1), o reajuste será de +3,13%. Já para os atendidos em alta tensão, como as indústrias, a tarifa terá uma redução média de -3,99%.

Segundo a Aneel, os fatores que mais impactaram no cálculo da revisão foram os custos com transporte e compra de energia, inclusão dos componentes financeiros apurados no atual processo tarifário e retirada de componentes financeiros estabelecidos no último processo tarifário.

A Revisão Tarifária Periódica é definido a partir do custo eficiente da distribuição; as metas de qualidade e de perdas de energia; e os componentes do “Fator X”, um mecanismo de distribuição dos ganhos de produtividade das distribuidoras de energia, que funciona como um redutor de tarifas.

Quer receber notícias no WhatsApp?
Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Compartilhe:
error: