REGIÃO NOROESTE

Últimas vítimas de naufrágio no Rio Uruguai são encontradas

Havia oito pessoas a bordo. A embarcação realizava a travessia entre Brasil e Argentina

Compartilhe:

Os bombeiros encontraram no Rio Uruguai, na manhã desta segunda-feira (23), os corpos de Jorginho Valdemir Machado, de 44 anos, e de Siderlei Pimentel. Eles eram as duas vítimas ainda não localizadas de um naufrágio de um barco na tarde de sábado (21), no Rio Uruguai. A embarcação realizava a travessia entre Brasil e Argentina.

Havia oito pessoas a bordo. Elas tentavam fazer o trajeto em meio à tempestade. Três corpos de vítimas fatais já haviam sido encontrados. Outras três foram resgatadas com vida.

O resgate dos sobreviventes foi feito por Antônio Sérgio Meller, comerciante de 57 anos. Ele é morador do município de Alecrim, no noroeste do Estado, região do Rio em que ocorreu o naufrágio.

Segundo Meller, que viu da janela de casa o momento do naufrágio e depois rumou até em seu barco, somente as crianças estavam com colete salva-vidas. Após salvar os sobreviventes, ele viu outras três pessoas já sem vida e as trouxe à margem.

Nomes das vítimas

Havia no barco dois casais. Cada um deles com um filho. Além deles, estavam na embarcação uma cunhada de um dos casais, junto com uma sobrinha.

Os nomes das pessoas resgatadas com vida por Meller: Emili Vitória Machado, de 5 anos; Maria Graciela Lopes, de 40 anos, cunhada de Siderlei e Noeli; e Araceli Lopes, de 8 anos, sobrinha de Maria Graciela.

As vítimas fatais são: Sinara Bogler Kuhn, de 47 anos, mãe de Emili; Noeli Ceconi da Silva, de 39 anos; Davi Pimentel, de 7 anos, filho de Noeli; Jorginho Valdemir Machado, de 44 anos, pai de Emili; e Siderlei Pimentel, companheiro de Noeli.


Compartilhe: