EFEITOS DA ESTIAGEM

Prefeitura de Pelotas decreta restrição do uso da água

O decreto foi assinado pela prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas.

Compartilhe:

A Prefeitura de Pelotas, na Região Sul do Rio Grande do Sul, publicou um decreto que restringe uso da água potável na cidade.

O decreto foi assinado pela prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas. “Fica proibido o uso para lavagem de veículos, calçadas e prédios; troca ou reposição da água de piscinas; irrigação de gramados e jardins; e para atividades consideradas não essenciais”, disse a prefeitura.

Além das restrições previstas pelo decreto, o Sanep também irá desativar os chuveiros disponíveis no Laranjal, “considerando a não essencialidade dos equipamentos no momento e o mau uso relacionado à depredações e ao desperdício de água frequentemente registrado pelas equipes e denunciado pela população”.

O não cumprimento das medidas poderá implicar em pena de advertência e na interrupção temporária do fornecimento de água ao infrator que já tenha incorrido na sanção anterior.

De acordo com a prefeitura, o decreto é mais uma medida para amenizar os reflexos da estiagem. Um possível decreto pedindo o reconhecimento da Defesa Civil de uma situação de emergência, também está sendo avaliado pela prefeitura.

Cerca de 48 cidades do Rio Grande do Sul já anunciaram a condição à Defesa Civil,  entre elas, cinco da Região do Sul.


Compartilhe: