Investigação

PF faz operação na casa do governador afastado do DF Ibaneis Rocha

Uma operação também foi realizada na residência do ex-secretário-executivo da SSP do DF.

Compartilhe:
Governador afastado do DF, Ibaneis Rocha. Foto: Renato Alves/ Agência Brasília

A PF (Polícia Federal) está fazendo uma operação de busca e apreensão na casa do governador afastado do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, na tarde desta sexta-feira (20). O gabinete de Ibaneis, no Palácio do Buriti, a sede do Poder Executivo do Governo do DF, também é alvo das buscas. Os policiais federais ficaram pelo menos três horas na sala.

Uma operação também foi realizada na residência do ex-secretário-executivo da SSP (Secretaria de Segurança Pública) do DF Fernando de Souza Oliveira. Ele ficou no lugar do ex-secretário da SSP Anderson Torres durante o fim de semana da tentativa de insurreição.

As ações ocorrem no âmbito das investigações da atuação do governo local e dos militares nos atos golpistas de 8 de janeiro. Segundo a PF, o “objetivo é buscar provas para instruir o inquérito instaurado para apurar condutas de autoridades públicas que teriam se omitido na obrigação de impedir os atos violentos registrados naquela data [8 de janeiro] em Brasília”.

A investigação contra Ibaneis, Torres e Oliveira foi solicitada pela PGR (Procuradoria-Geral da República) e autorizada pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Alexandre de Moraes, no último dia 13 de janeiro. “O governador não tem nada a esconder, um mandado de busca e apreensão visa colher provas, mas neste caso, não há motivos para temor”, afirmou o advogado do governador afastado Alberto Toron.

O caso quer apurar as ações dos responsáveis pela segurança de Brasília e se houve “omissões” durante as operações que permitiram a destruição dos prédios do Palácio do Planalto, do Congresso Nacional e do STF no dia 8 deste mês.


Compartilhe: