PRISÃO PREVENTIVA

Justiça determina prisão de babá por torturar bebê em Ijuí

Em alguns vídeos, o bebê aparece sendo arremessado pela babá em Ijuí.

Compartilhe:

Após determinação da Justiça, a Polícia Civil prendeu preventivamente, nesta quarta-feira (25), uma mulher de 66 anos suspeita de ter torturado um bebê de 8 meses em Ijuí, na Região Norte do Rio Grande do Sul.

Ela trabalha como babá e é acusada de ter agredido a criança tapas e empurrões. A prisão foi decreta pelo juiz Eduardo Giovelli, titular da 1ª Vara Criminal de Ijuí.

Em alguns vídeos, o bebê aparece sendo arremessado pela babá. “Fatos estes repugnantes, vis, abjetos e que se revestem de especial gravidade, ainda mais se tratando de infante […] Nesta senda, entendo que, neste momento, se apresenta como necessária a decretação da prisão preventiva”, declarou o juiz.

“No atendimento médico à criança, foram constatadas escoriações na nádega e nos membros superiores, havendo menção, ainda, do encaminhamento da vítima para exames complementares, buscando investigar possíveis hemorragias intracranianas ou outras lesões porventura sofridas”, disse o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul.

A identidade da babá não foi divulgada. O processo tramita em segredo de justiça.


Compartilhe: