DMAE

Turbidez do Guaíba pode afetar abastecimento em bairros de Porto Alegre

Na manhã deste domingo (25) houve um aumento de 275% na turbidez

Compartilhe:

O Dmae (Departamento Municipal de Água e Esgotos de Porto alegre) está monitorando a qualidade da água captada no lago Guaíba. Na manhã deste domingo (25) houve um aumento de 275% na turbidez.

Os níveis estão em 96 UNT (Unidades Nefelométrica de Turbidez), medida diretamente relacionada com a translucidez da água. O padrão para conseguir manter a qualidade no tratamento e a potabilidade são entre 20 e 35 UNTs.

Além da turbidez, a Prefeitura acompanha o nível da água do Guaíba. No sábado, foi comunicado que, de acordo com o site da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico, o nível do lago estava em quatro centímetros. O nível é considerado muito abaixo da média para essa época do ano.

A condição dos ventos também é um fator incomum para essa época. Ela afeta diretamente no nível do manancial.

O Dmae informa que se a condição não for favorável terá problemas na captação da água bruta e tratamento, na ETA (Estação de Tratamento de Água) Belém Novo. Poderão ser afetados o abastecimento dos bairros Aberta dos Morros, Belém Novo, Boa Vista do Sul, Campo Novo, Chapéu do Sol, Extrema, Hípica, Ipanema (parte), Lageado, Lamí, Lomba do Pinheiro, Pitinga, Ponta Grossa, Restinga e São Caetano.

“Quando se trata de água, contamos com a condição da natureza. Seguimos monitorando as condições do lago e contamos com o apoio da população para economizar neste período excepcional de estiagem e turbidez”, afirma o diretor-geral do Dmae, Alexandre Garcia.

O Departamento solicita que caso haja desabastecimento em outros pontos da cidade, seja informado através do 156 opção 2.


Compartilhe: