SOLIDARIEDADE

Tampinha Legal recebe quase 2 toneladas de tampas plásticas

Ao todo, 1.943 tonelada de tampas plásticas foram entregues pela APAE de Sapucaia do Sul.

Compartilhe:
A entidade assistencial APAE Sapucaia do Sul entregou aproximadamente duas toneladas de material. Foto: Divulgação

Dois caminhões do exército desembarcaram mais de 300 sacos de tampas plásticas no Instituto SustenPlást, que realiza o Tampinha Legal.

Ao todo, 1.943 tonelada de tampas plásticas foram entregues pela APAE de Sapucaia do Sul. Laline Fogaça, voluntária e mãe de uma aluna da instituição, salienta a importância do Tampinha Legal.

“Além dos recursos financeiros, que são muito importantes para nós, mobilizamos a sociedade para algo tão simples e fácil de fazer”, ressaltou.

O Tampinha Legal é o maior programa socioambiental de caráter educativo em economia circular de iniciativa da indústria de transformação do plástico da América Latina e já ultrapassou mil toneladas de tampas plásticas ao longo dos seis anos de atuação.

O volume equivalente a 86 carretas de materiais prima pós consumo converteu-se em mais de R$ 2,4 milhões de reais destinados integralmente às 311 entidades assistenciais participantes.

O “tampômetro”, contador exposto no site e no aplicativo do Tampinha Legal, informa 576.256.784 milhões de unidades de tampas plásticas. O Tampinha Legal conta com 3.136 pontos de coleta, distribuídos pelos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais, São Paulo, Alagoas, Pernambuco, Goiás, Distrito Federal e Bahia.

Para Simara Souza, gerente do Instituto SustenPlást, os expressivos números são índices de que a sociedade compreende o quanto o material plástico tem valor e que deve retornar para a indústria ao mesmo tempo em que faz o bem para inúmeras famílias.

“O Tampinha Legal cresce a cada ano. Em 2022, completamos seis anos e ultrapassamos o expressivo volume de mil toneladas arrecadadas. É incontestável que o Tampinha Legal faz parte da vida dos brasileiros. Criamos um novo hábito que associa a solidariedade à consciência socioambiental. Precisamos nos lembrar que plástico é matéria prima nobre e que consequentemente proporciona melhor qualidade de vida a várias famílias com a simples atitude de separar uma tampa plástica”, afirmou.

Com os recursos obtidos através do Tampinha Legal, as entidades assistenciais podem adquirir medicamentos, alimentos, equipamentos, ração animal, materiais escolares, bem como custeiam tratamentos e exames de saúde humana e animal, melhorias em suas sedes, entre outras ações.


Compartilhe: