Alívio no Calorão

Ônibus de Porto Alegre poderão circular com ar-condicionado ligado

Os veículos do transporte público estavam sem a refrigeração desde março de 2020, por causa da pandemia de Covid-19

Compartilhe:

Os equipamentos de ar-condicionado instalados em 690 ônibus de Porto Alegre deixarão de ser apenas um enfeite no teto dos coletivos. A Prefeitura da Capital autorizou, a partir de um ofício enviado às empresas de ônibus, reativar os climatizadores a partir de segunda-feira (19). O prazo final para que os equipamentos de refrigeração voltem a funcionar é 1° de janeiro de 2023.

Os veículos do transporte público estavam sem a refrigeração desde março de 2020, por causa da pandemia de Covid-19. Porto Alegre tem hoje 1.337 ônibus na frota e pouco mais da metade, 51%, contam com ar-condicionado.

O prefeito de Porto Alegre justificou a demora para retomar a climatização dos veículos por causa da pandemia e do custo. “A prefeitura arcará com o custo mensal de R$ 826 mil para que os usuários tenham mais qualidade no transporte durante esses meses de calor intenso”, afirmou o prefeito Sebastião Melo.

Ônibus amarelo ocre, da Carris, passa pela avenida Goethe, em Porto Alegre. O letreiro aponta a linha T8 - Protásio Alves.
Foto: Ederson Nunes/CMPA

Apesar do aumento do custo para a Prefeitura, a passagem não deve ser reajustada nas próximas semanas. O último reajuste nas tarifas ocorreu em julho de 2021, quando a passagem passou de R$ 4,55 para R$ 4,80. A discussão sobre a nova tarifa começa em fevereiro de 2023.

O secretário de Mobilidade Urbana, Adão de Castro Júnior, explica que a ligação será gradativa em função de “questões técnicas”. “Consultamos a Carris e as operadoras. Aqueles ônibus que tiverem condições já irão circular com o ar-condicionado ligado imediatamente”, afirma.

“Para os veículos em que o equipamento precisa passar por manutenção, daremos prazo até 1º de janeiro”, explica. O uso de máscaras no transporte coletivo segue como recomendação, mas não é obrigatório.


Compartilhe: