Região Sul

Incêndio no Taim destrói 2,5 mil hectares de vegetação

Chamas teriam começado com a queda de um raio e se espalharam por uma área próxima da BR-471, entre Rio Grande e Santa Vitória do Palmar.

Compartilhe:
Foto tirada de dentro de um carro mostra uma coluna de fumaça ao longe.
Incêndio na Reserva do Taim, no Sul do RS ontem (14). Crédito: Vanessa de Rosso / especial, Agora RS

O incêndio na Estação Ecológica do Taim, na região Sul do Estado, já atinge 2,5 mil hectares de vegetação. A informação foi divulgada pelo ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade).

A causa do incêndio teria sido um raio, que atingiu a vegetação seca por causa da falta de chuva na segunda-feira (12). As chamas atingem a reserva desde segunda-feira e se espalharam por uma área próxima da BR-471, entre Rio Grande e Santa Vitória do Palmar.

Os ventos agora estão virando na direção nordeste. Um outro foco de fogo, de 10km de comprimento, foi detectado, atingindo a margem leste do banhado e segue em diagonal até a outra margem.

Trabalham na contenção do fogo brigadistas do Instituto Chico Mendes e profissionais contratados pela empresa CMPC, multinacional de silvicultura com Termo de Cooperação Técnica em andamento junto ao ICMBio.

Também são esperadas chuvas para esta quinta e sexta-feira, mas a expectativa é que as precipitações não sejam suficientes para acabar com o incêndio.

A equipe do ICMBio monitorou que o fogo está atingindo a parte seca da vegetação e não vai atingir as raízes que estão protegidas pela umidade ainda existente no solo, o que deve permitir uma rápida recuperação das plantas. O instituto constatou que há “ilhas” de refúgio para fauna.

Mapa mostra área atingida por incêndio no Taim.
Mapa mostra área atingida por incêndio no Taim. Foto: ICMBio / Divulgação


Compartilhe: