PROGNÓSTICO

Chuva deve ficar dentro da média nos próximos três meses no RS

Segundo o boletim, o volume de chuva pode ficar um pouco abaixo da média na Região Central, Campanha, Fronteira Oeste.

Compartilhe:
Foto: Fernando Dias/Seapdr

O prognóstico climático para o trimestre janeiro-fevereiro-março 2023 indica volumes de chuva dentro da média na maioria das regiões do Rio Grande do Sul.

É o que aponta o Boletim Copaaergs, elaborado pelo Conselho Permanente de Agrometeorologia Aplicada do Estado do Rio Grande do Sul, que foi divulgado pela Seapdr (Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural).

Segundo o boletim, o volume de chuva pode ficar um pouco abaixo da média na Região Central, Campanha, Fronteira Oeste e ligeiramente acima da média no sudeste do Estado.

“O prognóstico de chuvas próximas à média ou ligeiramente abaixo da normal no trimestre de verão indica que devemos ter períodos de estiagem, pois no verão, mesmo com chuvas dentro da média, a demanda evaporativa atmosférica é alta em função da elevação da temperatura, o que torna esse período preocupante para a produção das culturas de primavera-verão”, destaca a agrometeorologista Loana Cardoso.

Em janeiro, há tendência é de volume de chuva próximo da média na maioria das regiões do Rio Grande do Sul; podendo ficar um pouco acima da média em áreas da Serra e extremo sul do Estado, enquanto as áreas centrais ficam com precipitação entre normal a ligeiramente abaixo da média.

Em fevereiro, a tendência é de volume de chuva entre o normal a ligeiramente abaixo da média em todo o Rio Grande do Sul.

E para o mês de março a projeção é chuva irregular, com volume ligeiramente acima da média na Região Sul e no Norte do Estado.  O volume de chuva fica baixo da média na Fronteira Oeste e Campanha.

 


Compartilhe: