SEGURANÇA PÚBLICA

Bombeiros do RS recebem caminhões com escada capaz de alcançar até 22 andares

Os caminhões foram importados da Alemanha e têm escadas da marca Magirus.

Compartilhe:
Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

O governo do Rio Grande do Sul entregou, nesta quinta-feira (29), duas viaturas de combate a incêndio com autoescadas mecânicas para operações no Rio Grande do Sul.

Os veículos destinados ao Corpo de Bombeiros Militar foram importados da Alemanha e têm escadas da marca Magirus. Desde 1957, quando o governador era Ildo Meneghetti (1955 a 1959), que o governo do Estado não adquiria caminhões desse tipo.

Os dois caminhões foram apresentados na capital, ao lado da sede do Tribunal de Justiça do Estado, prédio com 45 metros de altura. No local, os bombeiros realizaram demonstrações de como operar os equipamentos.

Um deles chega até 42,2 metros de altura na função de combate a incêndio e 40,7 metros para resgate, o que representa um prédio de 17 andares. O outro veículo alcança a altura de operação de 55 metros e 53,5 metros quando inclinada, o que alcança um edifício de 22 andares.

A autoescada mecânica suporta até três pessoas em sua cesta. O tempo de subida, do chão ao topo, é de apenas 15 segundos. O tempo estimado para retirar uma pessoa atendida em uma ocorrência em andares altos é de 16 segundos.

Investimento

De acordo com o governo do Rio Grande do Sul, o total investido na compra dos caminhões chegou a R$ 16,170 milhões. Um dos veículos ficará no 1º Batalhão de Bombeiro Militar, em Porto Alegre, e o outro será destinado ao 5º BBM, em Caxias do Sul, atendendo a demanda na Serra.

O tempo estimado para retirar uma pessoa atendida em uma ocorrência em andares altos é de 16 segundos. “Vai agilizar e qualificar o atendimento de ocorrências de incêndio ou resgate em prédios altos. E essa é a realidade de hoje, pois temos edificações cada vez mais com esses perfis em nossas cidades”, afirmou o comandante do Corpo de Bombeiros da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, coronel Luiz Carlos Neves Soares Júnior.

 


Compartilhe: