Grande final

Argentina bate França nos pênaltis e é tricampeã mundial

A partida foi eletrizante e só foi decidida nos pênaltis após duas buscas pelo empate por parte da França.

Compartilhe:

Em uma partida eletrizante com seis gols no tempo regulamentar, a seleção da Argentina venceu a França nos pênaltis neste domingo (18), no Estádio Lusail, na final da Copa do Catar e conquistou seu tricampeonato mundial.

O time do técnico Lionel Scaloni começou o jogo dominando os franceses, com excelente atuação de Ángel Di María, e conseguiu abrir o placar, aos 23 minutos, após o craque Lionel Messi converter um pênalti causado por Dembélé.

A mudança no placar não resultou em uma nova postura da França, que continuou perdida em campo. Com isso, em um excelente contra-ataque, Mac Allister jogou para o Messi, que passou para Julián Álvarez. O atacante lançou de volta para Allister, que mandou para Di María ampliar o placar na saída de Lloris.

No retorno do intervalo, os argentinos voltaram controlando a partida, mas aos 33 minutos da etapa final, Kolo Mouani foi derrubado na área da Argentina e o árbitro marcou pênalti para os franceses. O craque Kylian Mbappé bateu no canto direito de Emiliano Martínez e diminuiu.

Faltando menos de 10 minutos para o término do tempo regulamentar, Mbappé brilhou novamente e marcou seu segundo gol na partida logo depois de uma jogada iniciada após Messi ser desarmado no meio-campo.

O empate incendiou o confronto, e a França começou a pressionar os argentinos, ficando em condições de virar o jogo. Já nos acréscimos, Messi chutou forte de fora da área, mas Llloris defendeu e levou a partida para a prorrogação.

Prorrogação e pênaltis

No tempo extra, os dois times equilibram a partida, mas a Argentina criou mais oportunidades de gol. Aos 3 minutos de segundo tempo da prorrogação, Messi passou para Enzo Fernández, que tocou para Lautaro Martínez. O atacante bateu para o gol, e Lloris defendeu. No rebote, Messi marcou o terceiro dos argentinos.

Já aos 10 minutos, o “carrasco” da Argentina, Mbappé, empatou novamente, depois que o árbitro marcou outro pênalti para os franceses.

Na cobrança das penalidades, a seleção argentina venceu por 4 a 2, e Messi marcou seu nome de vez na história, conquistando seu primeiro e único título de Copa do Mundo. Com a vitória, a Argentina volta a levantar a taça de um Mundial após 36 anos. Os “hermanos” já haviam sido campeões em 1978 e 1986.


Compartilhe: