PROGNÓSTICO DO TEMPO

La Niña: Volume de chuva deve ficar abaixo da média no RS em dezembro

Além disso, devido à La Niña, incursões de ar mais frio ainda podem chegar ao Rio Grande do Sul.

Compartilhe:
Imagem de lavoura de soja em Passo Fundo. Foto: Vitor de Arruda Pereira/Agora RS

O tempo seco vai predominar no Rio Grande do Sul em dezembro. Sob influência do fenômeno La Niña, o mês será marcado por volumes de chuvas abaixo da média em praticamente todo o Estado.

Além disso, devido à La Niña, incursões de ar mais frio ainda podem chegar ao Rio Grande do Sul durante o mês de dezembro. De acordo com a previsão do tempo, a chuva vai ser esparsa, irregular, pelo território gaúcho.

Lavouras 

Segundo os dados levantados pelos Núcleos de Assistência Técnica e Extensão Rural do Irga (Instituto Rio Grandense do Arroz)  96,5% das lavouras de arroz já foram semeadas na Região Sul do Rio Grande do Sul.

No entanto, a chuva irregular prejudicou o estabelecimento de algumas lavouras, nas seis regionais do Irga.

“Aliado a isso, a ocorrência do frio no período atrasou o desenvolvimento das plântulas. Houve relatos, inclusive, de morte de plantas por conta do frio”, disse o instituto.

Para a soja, que é a principal cultura de sequeiro cultivada em rotação com arroz irrigado, a época ideal de semeadura é no mês de novembro. Para garantir a emergência adequada das plantas, é importante que se tenha umidade suficiente no solo.

O Irga disse que os níveis dos reservatórios, de maneira geral pelo Rio Grande do Sul, ainda não trazem preocupação, com exceção de algumas regiões da Fronteira Oeste, onde tem chovido em menores volumes.

O Irga também disse que rios e arroios na Região Sul do Estado necessitam de regularidade no volume de chuva para se manterem em nível adequado.

Agora, inicia o período de maior demanda por água, para a irrigação das lavouras de arroz.


Compartilhe: