BRASILEIRÃO

Juventude deixa escapar vitória diante do Flamengo; Celso Roth ressalta que foi um jogo interessante

No Estádio Alfredo Jaconi, Juventude e Flamengo fizeram um primeiro tempo bastante movimentado.

Compartilhe:
Foto: Fernando Alves/Juventude

O técnico Celso Roth somou o seu primeiro ponto como comandante do Juventude. Na noite desta quarta-feira (9), o time Alviverde empatou em 2 a 2 com o Flamengo pelo Campeonato Brasileiro 2022.

No Estádio Alfredo Jaconi, os dois times fizeram um primeiro tempo bastante movimentado. Com 50 segundos de jogo, o Flamengo abriu o placar. O lateral-direito Rodinei chegou ao lado da área, cruzou na segunda trave e Everton Cebolinha cabeceou para dentro da pequena área. Matheuzinho cabeceou para o fundo das redes, 1 a 0.

Mas o Juventude chegou a virada ainda no primeiro tempo. Aos 35 minutos, a equipe gaúcha conseguiu o empate. Após lançamento do canto defensivo, a bola chegou para Paulo Henrique na linha do meio-campo. Ele avançou em velocidade, entrou na área e chutou forte para deixar tudo igual no placar, 1 a 1.

Aos 42 minutos da primeira etapa o Juventude vira o placar. Paulo Henrique fez o cruzamento na área e o volante Jadson cabeceou com força, sem chances de defesa, 2 a 1.

Segundo tempo

No segundo tempo o Flamengo foi em busca do empate. Com falta de qualidade técnica, o Juventude optou por segurar o resultado.

No segundo tempo o time gaúcho atacou pouco. Já o time carioca rodou bastante a bola próxima da área, mostrando uma equipe bem superior.

O Juventude segurava o resultado e conseguia vencer na frente da sua torcida. No entanto, aos 45 do segundo tempo, Werton recebeu na área e girou para bater no canto, a bola tocou na trave antes de entrar, 2 a 2.

O Juventude encerra sua participação na Série A do Campeonato Brasileiro 2022, no domingo (13), às 16h, diante do Ceará, na Arena Castelão, em Fortaleza.

Coletiva

Na coletiva, Roth disse que o jogo entre Juventude e Flamengo foi interessante. “Foi um jogo bem interessante, tecnicamente foi um bom jogo, de muita disputa física. Acho que o Juventude, dos três jogos nossos, teve uma consistência maior. Não só defensiva. O Juventude teve uma consistência como time”, ressaltou.

“A luta é fazer que a gente consiga manter esse nível de participação, entrega, qualidade técnica. É o que o Juventude quer e tem como tradição. É o que estamos procurando e vamos ser se encontramos o mais rápido”, completou o treinador.


Compartilhe: