Mudanças à frente

Governo eleito define primeiros nomes da equipe da transição federal

Ex-presidenciável Simone Tebet vai atuar na coordenação de desenvolvimento social. Anúncio foi feito elo vice-presidente eleito Geraldo Alckmin.

Compartilhe:
Centro Cultural Banco do Brasil, onde ocorre a transição de governo. Foto: TV Brasil /Agência Brasil

A equipe de transição do governo começou a definir os primeiros nomes que vão participar da preparação para a posse em 1º de janeiro de 2023. Entre os nomes anunciados estão os economistas Pérsio Arida e André Lara Resende, que participaram da elaboaração do Plano Real; e o da ex-candidata à Presidência e senadora Simone Tebet (MDB). A sede da transição é realizada no CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), em Brasília.

A equipe de transição deve ter cinco eixos principais, que serão subdividas em áreas menores. Na área da economia, são cogitados quatro nomes: Pérsio Arida, André Lara Resende, o economista Guilherme Mello, professor da Unicamp e ligado ao PT, e um nome ainda em definição.

Pérsio chegou a ser cotado, em um primeiro momento para assumir a Economia, ou uma parte dela já que o governo estuda desmembrar o “superministério” em Fazenda e Planejamento. Outro nome cotado para assumir a área é o de Henrique Meirelles, ex-presidente do Banco Central.

Andre Lara não deve, segundo fontes da transição, ter cargo no novo governo. Ele pode ser indicado para representar o Brasil em um organismo internacional, como Banco Mundial ou FMI (Fundo Monetário Internacional).

Já Simone Tebet vai atuar na coordenação das pautas relacionadas com o desenvolvimento social. O anúncio foi realizado pelo vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin. “A Simone com a sua experiência e a sensibilidade, da força da mulher, vai trabalhar conosco na área do desenvolvimento social, que é uma área importantíssima”, afirmou.

Outros partidos convidados a participar da transição: MDB, de Simone Tebet, e o PSD, do ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab. O PT também conversa com o União Brasil.

Lula em Brasília

O presidente eleito da República, Luiz Inácio Lula da Silva, chega a Brasília nesta terça-feira. Ele deve dar início a transição de governo após uma série de reuniões nesta segunda-feira e parte da terça em São Paulo. No tempo em que ficará na Capital Federal, Lula deve se reunir com lideranças do Congresso Nacional, da Câmara dos Deputados e do judiciário.

Os grandes objetivos são viabilizar a manutenção do valor do Auxílio Brasil em 600 reais, reajustar o salário mínimo e garantir outros programas sociais já para o início de seu mandato. Depois, Lula deve ir rumo ao Egito. Isso porque o presidente eleito do Brasil foi convidado para participar da conferência do clima COP-27.


Compartilhe: