TRANSIÇÃO NA PRESIDÊNCIA

Germano Rigotto vai compor equipe de transição do governo Lula

Além de Germano Rigotto, o MDB decidiu indicar os senadores Renan Calheiros e Jader Barbalho para compor a equipe de transição do governo.

Compartilhe:
Foto: Vinicius Reis / Divulgação

O MDB comunicou os nomes que integrarão o governo de transição do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva.

O partido fez o comunicado nesta quarta-feira (9), um dia depois do convite formal da presidente do PT, Gleisi Hoffmann. Entre os nomes está o do ex-governador do Rio Grande do Sul Germano Rigotto. Ele vai trabalhar na área de Indústria, Comércio e Serviços.

Informado da indicação, Rigotto declarou que recebe a tarefa com muito responsabilidade e entusiasmo. “Vou conversar com o presidente Baleia e equipe e cumprirei a missão com o compromisso de ajudar no desenvolvimento do nosso País”, mencionou o ex-governador.

Especialista na área tributária, líder do Governo no Congresso Nacional e da Bancada quando atuou como deputado federal, o ex-governador é defensor do incentivo ao processo de reindustrialização e da competitividade dos produtos nacionais para o crescimento econômico do Brasil.

O MDB também decidiu indicar os senadores Renan Calheiros (AL) e Jader Barbalho (PA) para compor o conselho político da transição de governo.

“No atual momento, também é fundamental termos parlamentares experientes para a construção de um relacionamento harmônico com o Congresso”, disse o presidente do MDB, deputado federal Baleia Rossi (SP).


Compartilhe: