Fique atento

Confira dicas para não cair em golpes durante a Black Friday

Os golpes mais comuns são aplicados em promoções de eletrônicos, celulares e jogos eletrônicos. Saiba mais!

Compartilhe:
Crédito: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

Duas das principais datas do comércio brasileiro estão chegando, com expectativa de movimentação de bilhões de reais nos próximos 45 dias. No próximo dia 25 de novembro ocorre a Black Friday e, um mês depois, vem o Natal. E no meio, ainda, tem a Copa do Mundo do Catar. Mas, ao mesmo tempo que surgem oportunidades para os clientes economizarem, os golpistas estão de olho para enganar as pessoas neste período.

Para evitar cair em golpes, é preciso ficar atento às armadilhas. Segundo o levantamento “Mapa da Fraude”, realizado pela empresa ClearSale, no primeiro semestre de 2022, as tentativas de fraudes on-line aumentaram 9%, comparado a 2021. Os golpes mais comuns são aplicados em promoções de eletrônicos, celulares e jogos eletrônicos.

Confira seis dicas enviadas pela fintech Provu para o Agora RS e saiba como se proteger de golpes e conseguir aproveitar as promoções com segurança.

Como se proteger de golpes na Black Friday

1- Desconfie de preços muito abaixo do mercado 

Se o produto que deseja estiver em uma mega promoção, com valor bem abaixo dos concorrentes, antes de comprar, vale procurar em outros sites para comparar os preços, pois mesmo com o desconto o valor deve estar compatível com o apresentado em outros locais. Olhar sites que já façam essa comparação de preços pode ajudar muito nessa escolha.

2- Confira a reputação da loja em sites como o Reclame Aqui 

Antes de comprar, é importante se certificar de que aquela loja presta um bom atendimento para seus clientes. O site Reclame Aqui é um ótimo aliado nessas buscas, pois com ele você pode ver as reclamações dos consumidores e as respostas das empresas.

3- Procure ver a opinião de outros consumidores

Algumas lojas possuem dentro de seus sites uma seção contendo opiniões de seus clientes sobre a compra. Se a loja não tiver, pesquise no Google e investigue o que as pessoas estão falando sobre a marca, avalie as opiniões e verifique se são verdadeiras.

4- Identifique as informações de contato

Busque no site da loja se há telefone, endereço ou chat para atendimento ao consumidor, pois isso é um bom indicativo de que o site é confiável. Observe também se o site apresenta razão social e CNPJ. Os comércios de venda virtuais são obrigados a fornecer esses dados, portanto desconfie de sites que não seguem essa regra.

5- Preste atenção ao link do site e aos endereços de e-mail enviados

Recebeu por e-mail ou SMS uma ótima promoção de uma loja já conhecida? Verifique o link do site, o endereço de e-mail ou número do SMS. Na dúvida, entre em contato com os canais oficiais da loja e pergunte sobre a promoção. Sites confiáveis possuem certificação digital e/ou selo de segurança, e geralmente são encontrados na página inicial. Além disso, os links de comércio eletrônico devem começar com “https” e não “http”, fique de olho até nesses mínimos detalhes.

6- Guarde o comprovante de compras

O site apresenta todas as informações de segurança citadas nas dicas anteriores? Após efetuar a compra, vale guardar o comprovante, número de identificação, ou até mesmo tirar print da tela. Essas informações podem ser úteis no futuro, caso ocorra algum transtorno com a sua compra.


Compartilhe: