FUNCIONALISMO

Assembleia gaúcha aprova reajuste nas diárias do Executivo

A lei sobre os valores das diárias entra em vigor na data de publicação, produzindo efeitos a partir de 1º de dezembro de 2022.

Compartilhe:
Imagem da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Foto: Rosana Klafke/Agora RS

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou, nesta terça-feira (8), por unanimidade (42 votos favoráveis) o PL 2017/2022, que trata do reajuste do valor das diárias para os servidores do Executivo.

A decisão do parlamento altera a Lei 14.018, de 22 de junho de 2012. Conforme o governo do Rio Grande do Sul, a iniciativa visa recompor o poder de ressarcimento efetivo das diárias do Poder Executivo Estadual, que será reajustado após 10 anos sem atualizações, o percentual sobe 63,43%.

Dessa forma, o valor básico utilizado para cálculo com os multiplicadores, que variam conforme o destino dos deslocamentos passará de R$ 29,97 para R$ 48,98. A lei entra em vigor na data de publicação, produzindo efeitos a partir de 1º de dezembro de 2022.

Valores da diária

Uma diária de servidor do Poder Executivo ao interior do Estado, por exemplo, passa de R$ 123 para R$ 201,01. Para deslocamentos do interior à capital gaúcha, sai de R$ 150,33 para R$ 245,68.

Nas viagens a Brasília, São Paulo ou Rio de Janeiro, a diária passa a ser de R$ 491,37. E nos roteiros para outros Estados, exceto essas três capitais, fica em R$ 335,02. É com o valor da diária que o servidor custeia gastos com hotel, almoço e jantar, por exemplo.

Conforme o secretário-chefe da Casa Civil, Artur Lemos, a definição do reajuste respeita os limites de custeio do Estado previstos no Projeto de Lei Orçamentário Anual 2023 e o equilíbrio das contas públicas.

 


Compartilhe: