Veículos usados em viagens de aplicativos são apreendidos em Porto Alegre

Os carros estavam sem condições mínimas para circulação, de acordo com a EPTC. 

Compartilhe:
Crédito: Divulgação / EPTC, PMPA

Dois veículos que realizavam transporte por aplicativos foram apreendidos pela EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação), em Porto Alegre. Os carros estavam sem condições mínimas para circulação.

A primeira apreensão ocorreu no meio da tarde de terça-feira (11). Um Renault Sandero, com placas de Alvorada, foi abordado em péssimas condições. O carro tinha pneus gastos, já no arame, documentação em atraso e mais de R$ 5 mil em multas.

Na parte da noite, foi recolhido um Chevrolet Cobalt, de Viamão. O carro também foi flagrado com pneus carecas e licenciamento vencido, durante ação para verificar as condições dos veículos e a documentação dos condutores.

A fiscalização do transporte de passageiros por aplicativo ocorre conforme as determinações legais do CTB (Código de Trânsito Brasileiro). É verificada a documentação do carro e do condutor, além das condições de circulação. Caso alguma irregularidade grave seja constatada, o veículo é apreendido, assim como se fosse de um motorista comum.

Segundo a EPTC, entre janeiro e setembro, 3.944 veículos foram abordados e 425 irregularidades foram registradas. Entre as principais infrações: documentação irregular do veículo e/ou condutor, equipamento de segurança ineficiente (pneus carecas), GNV irregular e mau estado de conservação.

“Os veículos que realizam transporte privado de passageiros, os aplicativos, não passam por vistorias obrigatórias na EPTC. É preciso estar atento ao estado de conservação, pois alguns itens são essenciais para a segurança dos passageiros e motoristas”, destaca o coordenador de Fiscalização de Transporte, Adailton Maia.


Compartilhe: