Violência na Serra

Quatro pessoas são assassinadas na Serra gaúcha

Mortes ocorreram em três ocorrências diferentes. No caso mais chocante, um casal foi executado a tiros e teve os corpos queimados.

Compartilhe:

Quatro pessoas foram mortas entre a noite de sexta-feira (21) e a madrugada de sábado (22) na Serra gaúcha. No caso mais chocante, um casal foi executado a tiros e teve os corpos queimados. Apenas a autoria de um dos crimes é conhecida da polícia.

Conforme a Polícia Civil, o primeiro caso a ser registrado foi na noite de sexta-feira. Um casal foi morto a tiros às margens da BR-470, em Garibaldi. As duas vítimas, que não foram identificadas, foram alvos de dezenas de disparos de arma de fogo. Os corpos ainda foram incendiados para dificultar o trabalho de identificação da autoria. Ainda não se sabe a motivação do crime brutal.

O único caso em que a autoria é conhecida é o referente a morte de uma mulher em Veranópolis. Janete de Lourdes Almeida, de 51 anos, foi morta a facadas pelo companheiro na rua Alfredo Chaves, próximo à delegacia de polícia do município. A vítima tinha uma medida protetiva por causa de ameaças realizadas pelo homem, mas ela voltou a morar com ele após a concessão da ordem judicial. A Polícia Civil pediu a prisão preventiva, considerando a materialidade da autoria do crime.

Horas depois, por volta das 4h da manhã, um homem foi morto a tiros em frente a um ginásio onde era realizada uma festa em Vacaria. O crime ocorreu na rua Flávio Murici, bairro Jardim dos Pampas, quando homens armados em um carro se aproximaram e abriram fogo. Marcelo Santos Ferreira, de 39 anos, foi atingido e não resistiu aos ferimentos. O homem, que tinha passagens policiais, estaria atuando como segurança do local. Ainda não há autores identificados para crime.


Compartilhe: