Prosseguem buscas a piloto desaparecido após avião cair no Guaíba

Ao longo da terça-feira, vários destroços de avião como parte da cabine, cauda, asas e motor, foram retirados da água.

Compartilhe:

O Corpo de Bombeiros retomou na manhã desta quarta-feira, as buscas pelo piloto de um monomotor que desapareceu no Guaíba, em Porto Alegre. Os esforços estão concentrados em um trecho distante cerca de 9 quilômetros da Orla da praia de Ipanema.

O acidente com o modelo Wega 180 ocorreu na tarde de segunda-feira, na zona sul de Porto Alegre. Luiz Cláudio Albert Petry, de 43 anos, conduzia a aeronave e ainda não foi localizado.

Ao longo da terça-feira, vários destroços de avião, como parte da cabine, cauda, asas e motor, foram retirados da água. No entanto, não foram encontrados indícios do piloto. Dois helicópteros, sendo um deles da Aeronáutica, reforçam as equipes na água.

A operação de resgate é lenta. A cor escura da água, além da correnteza dificultam a operação. Além disso, a profundidade no local é de cerca de 10 metros, o que é tido como muito alta.

Corpo de Bombeiros e Marinha realizam as buscas pelo piloto por terra, água e pelo ar. Mergulhadores que integram a equipe fazem uso de um equipamento que detecta e localiza objetos no fundo do Guaíba.

Buscas a piloto desaparecido prosseguem em Porto Alegre. Foto: reprodução de vídeo / RBS TV

Compartilhe: