Operação da PF combate fraudes contra a Previdência Social no Rio Grande do Sul

Até o momento, foram identificados cerca de 60 benefícios no Rio Grande do Sul com fraude comprovada, totalizando um prejuízo de mais de R$ 1 milhão

Compartilhe:

A Polícia Federal deflagrou, nesta quarta-feira (5), uma operação com o objetivo de desarticular grupo criminoso investigado por fraudar benefícios previdenciários. A ação, chamada “Operação Desbloqueio”, ocorre em parceria com a Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista do Ministério do Trabalho e Previdência.

Policiais federais cumprem quatro mandados de busca e apreensão. Três deles em Porto Alegre, e um em Viamão, na Região Metropolitana da Capital gaúcha. Os crimes investigados na operação são estelionato e inserção de dados falsos em sistema de informação.

A investigação teve início em 2020, a partir de denúncias de vítimas. A apuração constatou que o grupo criminoso realizava alterações irregulares de dados cadastrais de beneficiários por meio de acesso remoto ao portal Meu INSS, liberando empréstimo consignado. Estima-se que os crimes causaram prejuízo para a Previdência Social, para o segurado e para o sistema bancário.

Até o momento, foram identificados cerca de 60 benefícios no Rio Grande do Sul com fraude comprovada, totalizando um prejuízo de mais de R$ 1 milhão.


Compartilhe: