Juventude é goleado pelo Santos e fica mais próximo do rebaixamento para Série B

O Peixe aplicou 4 a 1 nos jaconeros, que voltam para casa com os mesmos 20 pontos e muito próximos da confirmação matemática do descenso

Compartilhe:

Com a queda para a Série B do Campeonato Brasileiro encaminhada, o Juventude foi à Vila Belmiro, na noite desta segunda-feira (10), encarar o Santos em mais uma rodada da competição nacional. E o resultado, como de costume, não foi bom para a equipe de Caxias do Sul. O Peixe aplicou 4 a 1 nos jaconeros, que voltam para casa com os mesmos 20 pontos e muito próximos da confirmação matemática do rebaixamento.

O primeiro gol do Santos saiu na primeira etapa, que não foi ruim por parte do Juventude. Os jaconeros chegaram a ter uma bola na trave, em uma falta cobrada por Chico Kim, aos 18. Mas o Peixe foi ao ataque e marcou aos 23, com Lucas Braga. Sánchez finalizou de dentro da área e, no rebote, Braga chutou para as redes.

Todos os demais gols saíram na etapa final. Muito em função, talvez, de o Juventude já dar sinais de desânimo e falta de foco. O segundo do Peixe veio logo aos 8 da etapa final, em um lançamento que pegou a zaga do Ju voltando. Paulo Miranda bobeou e Marcos Leonardo aproveitou e encobriu o goleiro Pegorari.

Aí sim o Juventude decaiu de vez na partida. Os erros se multiplicaram e a criação de oportunidades foi nula. O Santos, repleto de jovens audaciosos, manteve um certo ritmo, que permitiu mais chances de gol. Até que, aos 17, em uma cobrança de falta na área, a zaga da equipe de Caxias do Sul subiu mas não achou nada, e Madson cabeceou para as redes. O Santos chegava ao 3 a 0 com facilidade.

Mesmo com o placar, o Santos manteve o toque de bola, buscando sempre o gol. E a ampliação do resultado veio. Aos 29, em uma troca de passes, Ângelo cruzou rasteiro da direita e Lucas Braga fez o gol.

Depois, a pedido da torcida, o técnico Orlando Ribeiro, do Santos, colocou o boliviano Miguelito em campo. E ele arriscou algumas boas jogadas. Mas quem descontou foi o Juventude, aos 32, com Bruno Nazário, em chute de perto da área. Um gol de honra para os jaconeros, que enfrentam agora o Atlético-GO, no próximo domingo (16), às 18h, no Alfredo Jaconi.


Compartilhe: