Jovens indígenas participam de projeto de empreendedorismo no RS

O Projeto Horizontes para jovens indígenas, teve, na primeira quinzena de outubro, turmas em quatro municípios gaúchos.

Compartilhe:

Com o objetivo de habilitar os alunos em relação aos temas e às práticas do empreendedorismo e, assim, estimular a sua adoção por meio dos cursos, palestras e de mentoria, o Projeto Horizontes para jovens indígenas, teve, na primeira quinzena de outubro, turmas em quatro municípios gaúchos.

Realizado pela Secretaria Nacional da Juventude, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e Instituto Besouro de Fomento Social e Pesquisa, o projeto beneficiou, ao total, 153 jovens das terras indígenas do Guarita, nas cidades de Redentora e Tenente Portela, Fag Ninh e Oré Kupri, em Porto Alegre, e na aldeia Goj Veso, em Iraí.

Nos encontros do Projeto Horizontes, os participantes têm contato com a metodologia By Necessity e aprendem a empregá-la.

Criada pela própria Besouro, a partir de pesquisas realizadas com empreendedores residentes em favelas latino-americanas, ela está estruturada em dez etapas que levam os alunos a percorrerem uma jornada capaz de conduzi-los à abertura de seus próprios empreendimentos a custo zero ou muito baixo.

Nas aulas são exercitados temas como criatividade, noções de finanças, vendas, fluxo de caixa, criação da marca própria e comunicação, culminando na construção de um plano para micro ou pequeno negócio pronto para a execução.

A expectativa é proporcionar condições tanto para a abertura de novos negócios nas comunidades, como para qualificar aqueles já existentes, bem como orientar sobre formas de promover a conexão das redes econômicas locais com as regionais e nacionais.

Além disso, espera-se por meio das ações de capacitação e das mentorias direcionadas à inclusão de jovens no mercado de trabalho e à geração de renda, promover as suas autonomia e emancipação.

empreendedorismo
Foto: Divulgação

Compartilhe: