Em jogo movimentado, Inter vence o Goiás, mas Mano admite que faltou concentração

Neste domingo (9), no Beira-Rio, o Inter venceu o Goiás por 4 a 2 pelo Campeonato Brasileiro. Após o jogo, Mano Menezes conversou com os jornalistas.

Compartilhe:
Foto: Ricardo Duarte/Internacional

 

O Inter voltou a fazer o dever de casa no Campeonato Brasileiro. Neste domingo (9), no Beira-Rio, o time colorado venceu o Goiás por 4 a 2.

Com o resultado, o Inter chega a 57 pontos e volta assumir a vice-liderança. Na próxima rodada, a equipe colorada enfrenta o Botafogo fora de casa.

Inter e Goiás fizeram um jogo bastante movimentado, não faltou emoção. O time visitante não ficou retrancado no Beira-Rio. Aliás, foi o Goiás que chegou pela primeira vez com perigo no ataque. Mas aos poucos o Inter dominou a partida.

Aos 13 minutos, a equipe colorada abriu o placar. Carlos de Pena roubou a bola no campo de ataque e achou Pedro Henrique. Ele passou pelo goleiro, mas a zaga afastou. A sobra ficou para Mauricio chutar e fazer 1 a 0.

Após o gol, o Goiás voltou a ficar perigoso e aproveitou a falta de concentração dos jogadores colorados. Aos 30 minutos do primeiro tempo, o time goiano  subiu bem com Pedro Raul. Keiller conseguiu fazer a defesa, mas, em um lance bizarro, a bola bateu no braço de Bustos.

A arbitragem assinalou pênalti e Pedro Raul foi para a cobrança e chutou forte. Keiller até pulou no lado certo, mas não conseguiu chegar na bola, 1 a 1.

Com o apoio da torcida, o Inter foi em busca do segundo gol. O jogo ficou bastante aperto. Aos 41 minutos, o time colorado fez 2 a 1. De Pena passou para Pedro Henrique, que tentou finalizar de calcanhar. O goleiro Tadeu chegou na bola, mas o rebote sobrou para Alan Patrick tocar com calma para os fundos da rede.

O Goiás, porém, não desistiu e foi em busca do empate. Aos 47 minutos do primeiro tempo, o time visitante teve um escanteio e Lucas Halter cabeceou no travessão. Na volta, Pedro Raul mostrou o faro de artilheiro e deixou tudo igual, 2 a 2.

Segundo tempo

No segundo tempo, o Goiás começou melhor, chegando mais no ataque. Isso provocou um murmurinho do torcedor presente no Beira-Rio.

Mas, entre vaias e revoltas, o Inter conseguiu fazer o terceiro gol e acalmou a torcida aos 11 minutos da segunda etapa. Maurício cruzou do lado direito do ataque e encontrou Alan Patrick sozinho. O meio-campista cabeceou bem, deslocando o goleiro Tadeu, que sequer conseguiu se mover para defender a bola, 3 a 2.

O Goiás tentou, ao seu modo, igualar o placar pela terceira vez, o que deixou os instantes finais elétricos, e o torcedor tenso. No último lance, aos 50 minutos, o Inter ainda conseguiu aumentar a vantagem.

Após uma discussão na lateral de campo, o Goiás cobrou o lateral e De Pena roubou a bola do goleiro Tadeu, ficando praticamente sozinho de frente para o gol. Ele bateu com tranquilidade e fechou o placar, 4 a 2.

Coletiva

Após o jogo, o técnico do Inter conversou com os jornalistas e comentou sobre o resultado. “Muito feliz em conquistar mais uma vitória em casa, somos um dos principais mandantes no campeonato”, ressaltou Mano Menezes. 

Ele admitiu que faltou concentração da equipe do Inter diante do Goiás. “Alguns problemas foram em função de não termos entrado tão concentrados como deveríamos. Mas a sequência, o horário do jogo, isso tudo acaba afetando no planejamento. Hoje cometemos mais falhas do que o normal”, disse.

“Tivemos que ser mais maduros no segundo tempo, o Goiás baixou bem as linhas e precisamos acelerar o jogo para achar os espaços”, completou.

Segundo Mano, em modo geral, a equipe do Inter foi bem no jogo deste domingo. “Vamos trabalhar como estamos trabalhando e dar continuamente ao que está sendo feito de bom. Temos muita coisa pela frente ainda.”

Na zona mista, Mauricio cometou como foi enfrentar o Goiás. “Nós nos adaptamos sempre para cada adversário. O Mano Menezes pensou em como precisávamos aproveitar o fato de que o Goiás não utilizava meia, e por isso jogamos com dois armadores”, afirmou.

 


Compartilhe: