Queda de temperatura

Defesa Civil Nacional emite alerta para onda de frio intenso no Brasil

A mudança nas temperaturas pode ser abrupta, com queda de até 15°C, segundo projeção do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia).

Compartilhe:

A onda de frio intenso e atípico que deve atingir o Brasil na próxima semana levou a Defesa Civil Nacional a emitir uma advertência nesta quinta-feira (27). A mudança nas temperaturas pode ser abrupta, com queda de até 15°C. Locais mais altos da região Sul podem registrar temperaturas negativas e geada até quinta-feira (3 de novembro).

Conforme o órgão de proteção civil, municípios e Estados devem adotar ações de preparativos, visando a adoção de medidas de autoproteção. O coordenador-geral de Gerenciamento de Desastres da Defesa Civil Nacional, Tiago Molina Schnorr, alerta para os perigos que o frio intenso pode causar à população e faz recomendações.

“Com esse panorama, recomenda-se especial atenção com as populações mais vulneráveis, como crianças, idosos e enfermos, além das pessoas em situação de rua. Ingerir bastante líquido, evitar locais fechados e se manter aquecido estão entre os principais cuidados. Vale destacar, também, a atenção com os animais de estimação, que precisam ser abrigados e protegidos do frio”, destaca.

Os modelos de previsão vêm indicando que, na segunda-feira pela manhã (31 de outubro), a onda de frio vai atingir o Rio Grande do Sul e parte de Santa Catarina, que terão queda de temperatura até o fim do dia. O sistema também provocará redução nas temperaturas no Paraná, centro-sul do Mato Grosso do Sul e parte de São Paulo.

Existe a possibilidade de nevar entre o Planalto Sul Catarinense e a região dos Aparados da Serra, no Rio Grande do Sul, na noite de segunda-feira (31 de outubro) e madrugada de terça-feira (1° de novembro). A massa de ar frio se deslocará ainda pelo Sudeste, Centro-Oeste e Norte do Brasil entre segunda e terça-feira. O sul dos estados de Minas Gerais, Espírito Santo, Mato Grosso, Goiás e Amazonas vão registrar baixas temperaturas, além de todo o estado do Rio de Janeiro.


Compartilhe: