Cursos gratuitos: IFRS abre inscrições para a seleção de estudantes; São mais de 5 mil vagas

Neste processo seletivo, o IFRS está ofertando cerca de 5.400 vagas em mais de 150 cursos gratuitos.

Compartilhe:

O IFRS (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul) abriu as inscrições para os cursos gratuitos.

Quem tem interesse em estudar no IFRS no próximo ano precisa passar por uma seleção, que varia conforme o curso e o campus. Os documentos com informações e orientações (editais) do processo seletivo de estudantes 2023/1 do IFRS foram publicados nesta segunda-feira (3) no site.

Neste processo seletivo, o IFRS está ofertando cerca de 5.400 vagas em mais de 150 cursos gratuitos. Há possibilidades para fazer o ensino médio junto com um curso técnico, para cursar apenas o técnico ou para fazer um curso superior de graduação.

As vagas são para os 17 campi: Alvorada, Bento Gonçalves, Canoas, Caxias do Sul, Erechim, Farroupilha, Feliz, Ibirubá, Osório, Porto Alegre, Restinga (Porto Alegre), Rio Grande, Rolante, Sertão, Vacaria, Veranópolis e Viamão. Confira a lista de cursos e o cronograma no site.

Taxa

As inscrições podem ser realizadas até o dia 24 de outubro. Os cursos do IFRS são de graça, mas para participar da seleção de estudantes é cobrada uma taxa: de R$ 20 para a seleção por sorteio ou pela nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) ou por sorteio e nota do Enem; R$ 40para a seleção por prova ou prova e nota de Enem (para cursos técnicos); ou ainda R$ 60 para prova ou prova e nota do Enem (para cursos de graduação).

O candidato precisa ter CPF (Cadastro de Pessoa Física) e Carteira de Identidade. No momento da inscrição, não poderá usar o número de documento dos pais para se inscrever. É necessário também estar cadastrado no gov.br, portal do governo que busca facilitar o acesso a serviços públicos.

Sobre as possibilidades de cursos

Quem tem o ensino fundamental completo pode fazer um curso técnico integrado ao ensino médio no IFRS, que dá a formação de nível médio e técnica profissionalizante ao mesmo tempo.

Quem está fazendo o ensino médio em outra instituição de ensino (pública ou privada) pode cursar somente a formação técnica no IFRS, em um técnico concomitante ao ensino médio.

Quem tem 18 anos de idade ou mais e o ensino fundamental completo tem a opção de fazer no IFRS o ensino médio mais o curso técnico integrado na modalidade EJA (Educação de Jovens e Adultos).

Aqueles que têm ensino médio completo podem optar por um curso técnico subsequente ao ensino médio para ter uma formação técnica ou por uma graduação, para uma formação superior.

Foto: Rossana Zott Enninger/Divulgação

Compartilhe: