Corpo de piloto de monomotor que caiu no Guaíba é encontrado

Moradores que vivem à margem do rio avistaram o corpo do piloto.

Compartilhe:
Luiz Claudio Albert Petry tinha 43 anos. Crédito: ASBRAV / Divulgação

Moradores encontraram, na tarde desta sexta-feira (7) o corpo do piloto do avião que caiu no Guaíba na última segunda-feira (3). O empresário estava desaparecido desde o acidente. Partes da aeronave, um Wega 180, foram retiradas do Guaíba desde terça-feira.

O Corpo de Bombeiros e a Polícia Civil foram acionados e removeram o corpo de Luiz Cláudio Albert Petry, 43 anos, que estava à margem do rio, em Ponta Grossa, na zona sul de Porto Alegre. Os bombeiros confirmaram a identidade da vítima pelos documentos que portava.

As causas da queda da aeronave, que é considerada Experimental pela Aeronáutica, ainda são desconhecidas. As investigações serão feitas pelo Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), da FAB (Força Aérea Brasileira).

Associação emite nota de pesar

A ASBRAV (Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação) manifestou pesar com o falecimento do empresário Luiz Cláudio Albert Petry. Era era filho do ex vice-presidente, Engenheiro Luiz Carlos Petry, que atuou por muitos anos no segmento tornando-se uma referência na LC Petry.

A empresa foi fundada em 2000 com foco em oferecer uma solução total em duas áreas de atuação, que são a importação e produção de isolamentos térmicos e produção de peças termoplásticas.

“Nesse momento de dor, a ASBRAV lamenta a perda e estende as condolências aos familiares e amigos”, diz nota da Associação.

O velório ocorre no sábado (8) no Cemitério São Miguel e Almas (Capela C) das 9h às 16h.


Compartilhe: