Saúde dental e alimentação: confira quais são os alimentos que mais estragam os dentes

Alimentos ácidos também precisam de mais atenção, adverte dentista.

Compartilhe:
Foto: Banco de imagens/Canva

 

Uma alimentação saudável é fundamental para garantir a saúde de todo o corpo. No entanto, existem alguns alimentos que estragam os dentes e devem ser eliminados ou amenizados na dieta.

O açúcar, presente neste tipo de comida, promove o desenvolvimento de cárie que, quando não tratada a tempo, pode provocar até a perda dentária. Por isso, saber dosar o consumo de açúcar é fundamental para garantir a saúde dos dentes.

O cirurgião dentista Paulo Zahr, aponta como o açúcar age e compromete a saúde dentária. “Esse é um componente presente em vários alimentos e bebidas, como bolos, tortas e sucos. Porém, é um dos principais causadores da cárie, sobretudo quando a higienização é insuficiente. Isso acontece porque as bactérias cariogênicas acabam se alimentando dos açúcares que se depositaram na superfície dos dentes. Ao encontrar essa substância, elas se alimentam e produzem um ácido, que atua na degradação do esmalte dentário”, explica.

O dentista recomenda o uso moderado de açúcar na dieta e atenção redobrada na escovação, que deve ser feita com creme dental com flúor.

Alimentos ácidos também precisam de mais atenção. Hábitos como ingerir suco de limão diariamente ou refrigerante durante as refeições precisam ser avaliados e ter cuidado redobrado.

“Suco de limão e refrigerantes, por exemplo, estragam os dentes, pois são frutas e bebidas ácidas, que desmineralizam o esmalte dentário, deixando a superfície exposta. Com o passar dos anos, essa ação contínua faz com que o dente desenvolva a sensibilidade dentária e amarelamento”, afirma Zahr.

Alimentos duros

Outro cuidado necessário é com os alimentos duros, pois o desgaste do esmalte pode ocorrer também pela força ao mastigá-los. Amêndoas e castanhas torradas são alguns exemplos que prejudicam o esmalte do dente quando são triturados.

“Além disso, se tiverem açúcar e aspecto grudento, é pior o resultado, já que o alimento tende a ficar preso no dente ou entre eles e a gengiva. Dessa forma, a limpeza se torna mais difícil, o que aumenta a possibilidade de surgimento de cárie. O consumo também pode atrapalhar os tratamentos ortodônticos, pois quem faz uso de aparelhos fixos pode quebrá-los ao triturar caso os bráquetes não conseguirem aguentar o impacto da mastigação”, completa o dentista.


Compartilhe: