Ouça no Meio-Dia: o homem condenado por matar namorada e o tio dela e mais notícias da manhã

Confira as principais notícias da manhã desta terça-feira, 27 de setembro de 2022, no podcast Meio-Dia.

Compartilhe:

Ouça o podcast Meio-Dia também em outras plataformas:

Desta terça-feira até o próximo sábado, estão previstas interrupções temporárias na BR-101, entre Osório e Maquiné. A informação foi comunicada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, o Dnit. A medida é tomada para que seja implantada a nova sinalização horizontal da rodovia. Os bloqueios serão em meia pista e o tempo de espera de cada parada do tráfego será de no máximo 15 minutos. Os trabalhos acontecem das 10h às 16h. Segundo o Dnit, os locais onde serão realizadas as obras serão sinalizados ostensivamente com cones, placas indicativas de obras e demais dispositivos de segurança que forem necessários. O objetivo é orientar e dar segurança aos trabalhadores e usuários da rodovia. Em caso de chuva, os serviços serão adiados para uma nova data a ser agendada posteriormente.​

Duas mulheres e duas crianças foram mantidas em cárcere privado por um homem de 34 anos em Restinga Seca, na Região Central do Estado. O fato ocorreu nesta segunda-feira, no bairro Vila Pelizaro. Segundo a Brigada Militar, o suspeito invadiu a casa à noite com uma faca. Uma criança e uma das mulheres, que é sua ex-companheira, conseguiram fugir. Os demais ficaram na residência e a negociação durou cerca de duas horas. O suspeito acabou preso. Conforme a polícia ele tem antecedentes criminais por estupro, ameaça, lesão corporal, roubo a pedestre e incêndio criminoso.

Um homem acusado de matar a facadas a namorada e o tio dela em Guaporé, na Serra gaúcha, foi condenado a 34 anos, quatro meses e 15 dias de prisão. O julgamento ocorreu nesta segunda-feira. O crime ocorreu no dia 27 de dezembro de 2019. Segundo o Ministério Público, o crime foi motivado pelo fato da vítima ter ficado na rua até tarde com a filha pequena, e também porque o acusado não aceitava o fim do relacionamento com a mulher. Já o tio acabou morto quando tentou intervir em uma briga do casal. Após cometer os crimes, o acusado teria dado uma facada no próprio peito. Na época, o acusado foi preso em flagrante e depois ficou detido preventivamente até o julgamento. Agora, a Justiça determinou o cumprimento da prisão cautelar até que ocorra o trânsito em julgado da decisão.

A partir desta terça-feira nenhum eleitor poderá ser preso por qualquer autoridade no país. A medida dura até 48 horas após o primeiro turno das eleições, que ocorre no próximo domingo. Mas há exceções. São elas casos de flagrante delito ou condenação por crime inafiançável e caso a pessoa impeça o direito de transitar de outro cidadão, prejudicando assim o livre exercício do voto. Quem for pego praticando o delito poderá ser preso pela autoridade policial. A regra e as exceções constam no Artigo 236 do Código Eleitoral. O objetivo é impedir que alguma autoridade utilize seu poder de prisão para interferir no resultado das eleições. Neste ano, o Tribunal Superior Eleitoral, o TSE, decidiu também proibir a presença de armas de fogo num raio de 100 metros de qualquer seção eleitoral. As poucas exceções incluem apenas agentes de segurança. A regra vale mesmo para quem possui permissão para o porte e vigora nas 48 horas que antecedem o pleito até as 24 horas que o sucedem.

O tempo firme predomina nesta terça-feira no Rio Grande do Sul. Segundo a previsão, o destaque fica por conta da amplitude térmica. A terça começou fria em várias cidades gaúchas. Mas ao longo do dia a temperatura volta a subir no Estado, e em algumas áreas haverá um pouco de calor. Casos de Santa Maria e Porto Alegre. No mais, o sol vai aparecer entre nuvens na maior parte do Estado. A nebulosidade ganha mais força na Região Sul e na Região Norte. Há previsão de pancadas de chuva na Serra. Na quarta-feira, uma área de baixa pressão atmosférica favorece o aumento da nebulosidade em todas as regiões gaúchas e existe a chance de chuvas fracas em pontos da metade Norte. Já na quinta-feira, as chuvas tendem a se espalhar pelo Rio Grande do Sul, devido a essa baixa pressão somada ao fluxo de umidade.


Compartilhe: