Ouça no Meio-Dia: a operação contra golpes dos “nudes” e do aplicativo e mais notícias da manhã

Confira as principais notícias da manhã desta sexta-feira, 2 de setembro de 2022, no podcast Meio-Dia.

Compartilhe:

Ouça o podcast Meio-Dia também em outras plataformas:

A Polícia Civil prendeu, até o fechamento desta edição do Meio-Dia, 14 pessoas suspeitas de cometerem o chamado golpe dos “nudes” e outras três por aplicar o golpe do “transporte por aplicativo”. As ações foram efetuadas nesta sexta-feira em Cachoeirinha, Cruz Alta, Gravataí, Guaíba, Novo Cabrais, Porto Alegre, Santa Cruz Do Sul e Viamão. Os crimes foram enquadrados como estelionato. O golpe dos nudes ocorre a partir da troca de mensagens entre os golpistas e as vítimas nas redes sociais. Os estelionatários criam perfis falsos, geralmente de mulheres jovens, aparentemente menores de idade, e passam, posteriormente ao início da conversa, a enviar fotos às vítimas. A partir daí começa a extorsão de valores em dinheiro em troca de não realizar uma denúncia. Os golpistas se identificam como familiares da pessoa que aparece no perfil ou até mesmo como policiais. Já o golpe do transporte por aplicativo ocorre no momento em que os estelionatários mandam um suposto motorista de transporte por aplicativo até a casa do vendedor com o qual negociaram produtos previamente pela internet. O motorista simula uma transferência bancária, inclusive com emissão de um comprovante falso. A vítima entrega o produto acreditando ter recebido o valor. Assim como no golpe dos nudes, neste crime também são utilizados perfis falsos na internet. Ao todo, são cumpridos, nesta sexta-feira, 26 mandados de busca e apreensão. Destes, 23 foram relacionados ao “golpe dos nudes”.

Um homem de 22 anos e uma adolescente de 17 foram presos na noite desta quinta-feira na BR-386, na altura do município de Estrela, no Vale do Taquari. O casal é suspeito de ter matado o motorista de aplicativo Edson Andreola Soares, de 43 anos, e roubado seu carro. Edson estava desaparecido desde a noite de quarta-feira. O corpo da vítima foi encontrado em Paverama, também no Vale do Taquari, já na quinta-feira. As detenções ocorreram após a Polícia Rodoviária Federal, a partir de uma denúncia anônima, identificar que o veículo em que os detidos estavam pertencia a Edson. Depois de a PRF identificar o veículo, os detidos saíram em fuga. Houve perseguição por cerca de 10 quilômetros até que o carro em que os dois estavam saiu de controle e bateu na traseira de um caminhão. No interior do veículo, a polícia encontrou um revólver, munições, celulares e cocaína. O homem foi preso em flagrante. A adolescente foi apreendida. Eles não tiveram as identidades divulgadas. Antes das detenções, os dois foram encaminhados para atendimento no hospital porque ficaram feridos na ocorrência. O homem deve ser encaminhado para um presídio enquanto a adolescente deve ser internada em um Centro de Atendimento Socioeducativo. Ambos vão responder por latrocínio.

Passados três meses do primeiro caso registrado, o Rio Grande do Sul tem agora mais de 100 casos confirmados de varíola dos macacos. O Estado chegou a 106 casos da monkeypox. Outros 286 casos suspeitos estão em investigação. A atualização foi feita em um boletim divulgado pelo Centro Estadual de Vigilância em Saúde. Ao todo, 24 municípios gaúchos já registraram a doença. Porto Alegre é a cidade com maior incidência, com 57 casos. A transmissão é considerada comunitária no Estado desde o dia 18 de agosto. Este quadro se configura quando não é possível identificar a origem da infecção.

Um brasileiro de 35 anos tentou assassinar a vice-presidente da Argentina, Cristina Kirchner, na noite desta quinta-feira. Ele foi preso pela Polícia Federal da Argentina instantes depois. Ele tentou um disparo de arma de fogo em meio a uma multidão que se aglomerava em frente à casa da mandatária, no bairro da Recoleta. O homem apontou uma arma contra o rosto de Kirchner. Porém, a arma falhou no momento da tentativa de disparo. O brasileiro foi identificado pelas autoridades da Argentina como Fernando Andres Sabag Montiel. Montiel já tinha passagem pelo sistema policial argentino por porte de arma. O Presidente da Argentina, Alberto Fernández, classificou o ataque como “o mais grave desde 1983, quando o país voltou a ser uma democracia”. Ele também declarou feriado nacional nesta sexta-feira.

Uma frente fria ainda deixa o tempo instável em todo o Rio Grande do Sul nesta sexta-feira. Ainda existe o risco de temporais isolados, acompanhados por raios e rajadas de vento em todo o Estado. Em Torres, no Litoral Norte, pode chover a qualquer hora do dia e há risco de vento forte nesta sexta, com máxima de 18°C. Quanto às temperaturas, após uma manhã de frio, ao longo da tarde a temperatura fica amena. Em Porto Alegre e Alvorada, a máxima será de 18°C. Mas no começo da noite, conforme a frente fria se afasta, o frio ganha bastante força no Estado. O sol volta a aparecer primeiro na Fronteira Oeste ao longo do dia e mais próximo à noite nas demais regiões. O sábado será tempo firme e de temperaturas baixas no Estado.


Compartilhe: