Laboratório para análise de drogas começa a funcionar em Santa Cruz do Sul

IGP inaugurou o primeiro laboratório para análise de drogas brutas apreendidas no interior do Estado.

Compartilhe:

O IGP (Instituto-Geral de Perícias) inaugurou nesta quinta-feira (29) o primeiro laboratório para análise de drogas brutas apreendidas no interior do Estado.

Funciona na sede da 10ª CRP (Coordenadoria Regional de Perícias), em Santa Cruz do Sul, no Vale do Rio Pardo. Inicialmente, o laboratório processará apenas as apreensões enviadas pela Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), da Polícia Civil de Santa Cruz do Sul.

De acordo com o governo do Rio Grande do Sul, a meta é processar de 300 a 500 amostras por mês de toda a área da 10ª CRP, que compreende 57 municípios.

A comprovação de que o produto é ilícito, por meio da análise das amostras, é fundamental para dar materialidade ao delito de tráfico de drogas.

“A descentralização traz mais rapidez na resposta do IGP na entrega do laudo pericial, e, consequentemente, no combate ao crime. Além disso, reduz os custos das demais vinculadas da segurança pública com o transporte do material”, afirma a diretora do Departamento de Perícias do Interior, Marguet Mittmann.

Um perito criminal, um técnico em perícias e um estagiário ficarão responsáveis pelas amostras. Até então, todas as amostras eram processadas em Porto Alegre.

Foto: Cristian Dreyer/ IGP

Compartilhe: