Homem preso por forjar sequestro é exonerado de cargo na prefeitura de Farroupilha

Cristian Tonin, de 38 anos, foi preso em flagrante, na tarde desta quarta-feira (31), por suspeita de ter forjado o próprio sequestro e, depois, tentar extorquir a esposa.

Compartilhe:

O servidor público da prefeitura de Farroupilha, Cristian Tonin, de 38 anos, foi exonerado do cargo de “assessor superior de assuntos estratégicos” que ocupava no município da Serra gaúcha. Tonin foi preso em flagrante, na tarde desta quarta-feira (31), por suspeita de ter forjado o próprio sequestro e, depois, tentar extorquir a esposa.

A exoneração foi publicada no Diário Oficial do município nesta quarta-feira. A decisão vale a partir de 4 de setembro.

Tonin foi considerado desaparecido na tarde de terça-feira (30), quando ele e a esposa haviam conversado pela última vez. Ele teria dito que estava ficando sem bateria no celular e que realizaria uma caminhada no Parque dos Pinheiros, em Farroupilha. A família e amigos foram até o Parque dos Pinheiros em busca de Tonin, mas não o encontraram.

Na manhã de quarta-feira, após a esposa receber uma ligação de um suposto sequestrador pedindo dinheiro para liberar Tonin, a Polícia Civil passou a trabalhar com a hipótese de extorsão mediante sequestro.

Mas o transcorrer das investigações permitiu à polícia rastrear os passos do detido. Ele acabou encontrado em Florianópolis (SC), onde foi preso.


Compartilhe: