Grêmio vence Sport Recife e Renato Gaúcho ressalta puxão de orelha

O Grêmio venceu o Sport Recife por 3 a 0 na noite desta terça-feira (20) na Arena pela Série B do Campeonato Brasileiro.

Compartilhe:
Foto: Lucas Uebel/Grêmio

 

O Grêmio venceu o Sport Recife por 3 a 0 na noite desta terça-feira (20) na Arena pela Série B do Campeonato Brasileiro.

Os gols foram marcados no segundo tempo por Biel, Lucas Leiva e Bitello. Com o resultado, o Grêmio chega a 53 pontos e assume a segunda colocação (vai ter de secar o Bahia).

O Grêmio fez um primeiro tempo muito ruim. Os primeiros minutos de jogo foram de trocas de passes, com equipe gremista tentando priorizar a posse de bola para chegar ao ataque, mas encontrava dificuldades na marcação adversária.

Já  o Sport Recife optou por se defender. E assim garantiu o empate no primeiro tempo.

Segundo tempo

Na segunda etapa, o time do técnico Renato Gaúcho mudou a postura. Não demorou muito para o Grêmio chegar com perigo.

Após toda pressão, o gol saiu aos 5 minutos do segundo tempo. Tudo iniciou em uma tabela entre Guilherme, Bitello e Diego Souza. No final, a bola sobrou para Biel que chutou rasteiro no canto de Saulo, abrindo o placar, 1 a 0.

A postura do time do Grêmio não mudou após o gol. Aos 14 minutos do segundo tempo, o tricolor gaúcho ampliou o placar. Lucas Leiva recebeu dentro da grande área, passou por dois marcadores e chutou para o fundo das redes, 2 a 0.

A partida era intensa, quando Brenno realizou a primeira grande defesa, aos 17 do segundo tempo. Após Juba cobrar falta direto para o gol, o goleiro gremista espalmou. Logo depois, no contra-ataque, Guilherme perdeu a chance de ampliar o marcador. O atacante ficou cara a cara com Saulo, mas o goleiro do Sport Recife realizou uma grande defesa.

Aos 28 minutos do segundo tempo, o Grêmio fez o terceiro gol. Bitello recebeu de Guilherme, na pequena área, e estufou as redes para fazer 3 a 0.

Após o gol, o Grêmio seguiu pressionando e o Sport Recife não conseguiu reagir na partida.

Coletiva

Na coletiva, Renato comentou o desempenho da equipe do Grêmio diante do Sport Recife.

“O jogo foi truncado. A minha equipe tinha que competir com eles, sabíamos que eles estávamos jogando a vida. Nós competimos, começamos a encontrar espaços. No primeiro nós competimos e no segundo, jogamos”, ressaltou.

“O segundo tempo até me surpreendeu, jogaram muito. Se o jogo termina 5 a 0 era um resultado normal. Eles não tiveram oportunidades e além dos gols, nós tivemos outras oportunidades claras”, disse.

“Hoje o Grêmio deu um passo enorme para voltarmos para a Série A. Era um confronto direto, um adversário que está brigando para subir, conseguimos colocar 10 pontos de vantagem. Uma gordura invejável”, completou o treinador do Grêmio.

Na coletiva, Renato respondei sobre bronca que deu no elenco gremista em Novo Horizonte. Segundo ele, não tem zona de conforto.

“Eu sou um treinador de diálogo. Mas, tem hora que tem que dar um puxão de orelha. Se não, alguns jogadores ficam na zona de conforto e comigo não tem zona de conforto. Sou pago para isso”, ressaltou.

“É o tal do morder e assoprar. Morder é tomar dura. Eles tinham que tomar dura, e tomaram uma dura feita. Depois, um assopro aqui, botar a moral para cima e eles jogaram o que jogaram hoje”, completou Renato.

Renato também disse que a vitória foi para o torcedor gremista. “Essa vitória é do nosso torcedor. Chega de fazer o torcedor do Grêmio sofrer. De um ano e pouco para cá ele está sofrendo. É inadmissível. Um clube dessa grandeza, que não falta nada, estar na Série B. Nossa obrigação é devolver”, finalizou.

 

 


Compartilhe: