Três pessoas são presas suspeitas de envolvimento em morte de empresário em Santa Maria

O crime ocorreu na noite de 22 de julho, no estabelecimento comercial de propriedade da vítima, no bairro São José

Compartilhe:

Dois homens e uma mulher foram presos de forma preventiva em Santa Maria, na Região Central, por suspeita de envolvimento no homicídio do empresário Thiarles Patta Ferrigolo, de 38 anos. O crime ocorreu na noite de 22 de julho, no estabelecimento comercial de propriedade da vítima, no bairro São José, também em Santa Maria.

Na ocasião do crime, o empresário foi morto a tiros no interior do estabelecimento do qual era proprietário. O local chama-se Artigas Carnes de Fundamento. Um suspeito teria entrado no estabelecimento e realizado disparos de arma de fogo contra Thiarles e, posteriormente, fugido com outro homem que aguardava ao lado de fora.

Segundo a investigação, o crime foi motivado pela cobrança de supostas dívidas. A vítima chegou a ser ameaçada em duas oportunidades. A polícia concluiu também que os detidos, que não possuíam antecedentes, premeditaram o crime em detalhes.

Os detidos têm, respectivamente, 32, 35 e 42 anos. As prisões têm prazo de 30 dias, mas podem ser prorrogadas.

A operação, denominada Artigas, em referência ao nome do estabelecimento onde ocorreu o crime, foi realizada nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Além das prisões, foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão em Cacequi e Capão da Canoa, no Rio Grande do Sul, e em Florianópolis, em Santa Catarina. Neste último local, a Polícia apreendeu armas de fogo e munições.


Compartilhe: