Terneiro é o primeiro animal a nascer durante a 45ª Expointer

Mãe e terneiro passam bem, enquanto se conhecem melhor no “berçário” da Expointer, junto à pista J.

Compartilhe:
Foto: Fernando Dias / Seapdr

Um filhote macho de Brangus, de 40 quilos, é o primeiro animal a nascer durante a 45ª Expointer. Mãe e terneiro passam bem, enquanto se conhecem melhor no “berçário” da Expointer, junto à pista J.

A dupla é da Cabanha Juquiry, de Uruguaiana. A mãe, Juquiry Te9073 Trump 8141yas, não é novata em Expointer: já havia parido na edição de 2021 também. O terneirinho ainda não foi batizado. “Aceitamos sugestões”, exclamou o veterinário da cabanha, João Carlos Pinheiro.

Como animal de argola, mamãe estará presente na manhã desta segunda-feira (29) na pista 6, a partir das 8h, quando começa o julgamento dos Brangus. Ela disputará a categoria de fêmeas de 32 a 38 meses.

O parto ocorreu às 11h30 deste domingo (28/08), sem intercorrências, com auxílio dos alunos de medicina veterinária da UFRGS, orientados pelo professor André Dalto. “Estamos aqui de plantão e fomos chamados para acompanhar o parto. Os alunos puderam observar e gostaram bastante da experiência, foi uma aula para a gurizada que está participando do plantão da Expointer”, conta.

A equipe de alunos, que vão do primeiro ao décimo semestre, está se revezando em plantões de 24 horas para dar assistência aos animais. “Estamos com alerta para mais três partos nesta Expointer nos próximos dias. Os alunos adoram participar dos partos”, finaliza o professor.


Compartilhe: