Morre, aos 84 anos, Armindo Antônio Ranzolin, nome histórico do jornalismo gaúcho

Ele estava internado em Porto Alegre e teve complicações provocadas pelo Mal de Alzheimer.

Compartilhe:

Armindo Antônio Ranzolin, um dos grandes nomes da história do jornalismo gaúcho e brasileiro, morreu nesta quarta-feira (17), aos 84 anos. Ele estava internado em Porto Alegre e teve complicações provocadas pelo Mal de Alzheimer.

Nas redes sociais, a jornalista Cristina Ranzolin, filha de Ranzolin e apresentadora do “Jornal do Almoço”, se manifestou sobre o falecimento do pai. “Vou sentir muita saudade desse abraço! Vai em Paz, meu Pai!!! Amor infinito e eterno!!!”, disse.

O velório será realizado nesta quinta-feira (18), a partir das 8h. A cerimônia está prevista para as 15h, no Crematório Metropolitano.

Armindo Antônio Ranzolin era natural de Caxias do Sul. Nasceu no dia 8 de dezembro de 1937. Formou-se em Direito, mas foi no jornalismo onde encontrou sua vocação.

Ao longo da vida, trabalhou na Rádio Difusora, onde logo já passou para a área de esportes. Depois vieram a Farroupilha, Guaíba e, por fim, o Grupo RBS, onde fez história na RBS TV e na Rádio Gaúcha.

Em seu currículo, estão coberturas e narrações memoráveis de conquistas da dupla Gre-Nal e da Seleção Brasileira, além de diversas coberturas jornalísticas. A aposentadoria veio em 2006

Armindo Antônio Ranzolin ficou eternizado com cobertas e narrações dos fatos mais importantes para os gaúchos e brasileiros – Foto: arquivo/RBS TV

 


Compartilhe: