“Noites Alienígenas” é o melhor filme de longa brasileiro do 50º Festival de Cinema de Gramado

O 51º Festival de Cinema de Gramado está marcado para acontecer de 11 a 19 de agosto de 2023.

Compartilhe:

O drama acreano “Noites Alienígenas”, de Sérgio de Carvalho, é o grande vencedor do 50º Festival de Cinema de Gramado.

A produção conquistou quatro prêmios na noite deste sábado: melhor filme, melhor ator, melhor atriz coadjuvante e melhor ator coadjuvante.

O diretor que adaptou o livro homônimo, de sua autoria, para as telonas aborda temas como a periferia da Amazônia urbana, as fronteiras entre cidade e floresta.

“Foi um filme OVNI que aterrissou em Gramado e foi uma grande surpresa”, comemorou o diretor Sérgio de Carvalho, lembrando o comentário da veterana crítica de cinema Maria do Rosário Caetano.

Repetindo o feito de 2019 por “Pacarrete”, Marcélia Cartaxo levou seu segundo Kikito de Melhor Atriz, desta vez pela atuação forte em “A Mãe”. O longa ainda garantiu outras duas estatuetas: melhor direção, de Cristiano Burlan, e melhor desenho de som, para Ricardo Zollmer.

“Tinnitus” também saiu de Gramado com três prêmios: melhor fotografia, para Rui Poças, melhor montagem, para Eduardo Serrano e melhor direção de arte, para Carol Ozzi.

Entre lágrimas, o rapper e ator Gabriel Knoxx foi o vencedor do Kikito de melhor ator, por Noites Alienígenas: “quantas vezes pensei em desistir. Dedico este prêmio a todo acreano e acreana, não deixem de acreditar.”

Filme estrangeiro

Abordando o papel do futebol na sociedade, a desumanização do jogador e a problematização do conceito de sucesso deram para o longa uruguaio “9”, de Martín Barrenechea e Nicolás Branca, o prêmio de melhor filme estrangeiro de 2022 pelo júri oficial e júri da crítica.

A produção ainda levou a estatueta de melhor ator, para Enzo Vogrincinc. “Obrigada foi a primeira palavra que aprendi a dizer aqui, e não me cansei de dizer nesta semana. Muito obrigada Gramado, que venham mais 50 anos”, agradeceu Enzo Vogrincinc.

“Passamos uma semana muito linda aqui, com conexões com todos os participantes”, afirmou Barrenechea.

O longa chileno “Inmersión” ficou com duas premiações: melhor roteiro, para Agustin Toscano, Moisés Sepúlveda e Nicolás Postiglione, e melhor fotografia, para Sergio Armstrong.

Documentários gaúchos

Documentário “5 Casas” leva o Kikito de melhor filme entre os longas gaúchos. O diretor Bruno Gularte Barreto trouxe sua história pessoal para o longa “5 Casas”, escolhido como melhor filme entre os longas gaúchos da mostra.

O documentário que mostra cinco casas e cinco histórias interligadas ainda levou a premiação em direção, para Bruno, e melhor montagem, para Vicente Moreno.

“Recebi uma chuva de amor e de lágrimas das pessoas que assistiram ao filme. Este filme vem de uma grande rede de amor e colaboração e muitos, muitos anos de trabalho”, ressaltou Bruno Gularte Barreto.

Em números gerais, “Casa Vazia” foi o destaque entre os gaúchos com cinco prêmios: melhor ator, melhor roteiro, melhor fotografia, melhor trilha musical e melhor desenho de som. Já “Despedida” recebeu Kikitos por melhor atriz e melhor direção de arte.

 Curta-metragem brasileiro

A mistura de atores e não atores, e de ficção com depoimentos reais, para abordar a precarização do trabalho dos entregadores de aplicativos deu a “Fantasma Neon”, de Leonardo Martinelli, quatro estatuetas no 50º Festival de Gramado: melhor filme, melhor direção, melhor ator e júri da crítica.

Martinelli agradeceu ao empenho da equipe de produção e destacou a importância das leis de incentivo à cultura.

“Estar no Festival de Gramado sempre foi um sonho, Obrigado! Este filme só existe pois recebemos apoio da Lei Aldir Blanc, importantíssima para o Brasil”, disse.

Outro curta carioca, “Último Domingo” teve destaque e saiu com três Kikitos: melhor atriz, melhor fotografia e melhor direção de arte.

Mostra documental 

No ano do cinquentenário o Festival de Gramado incluiu uma nova mostra competitiva, para premiar o melhor longa-metragem documental.

No filme “Um Par Pra Chamar de Meu”, a documentarista Kelly Cristina Spinelli acompanha a vida de sua mãe e de quatro outras mulheres que saem com os chamados personal dancers para discutir solidão, sexualidade e privilégio entre as mulheres da terceira idade.

No momento “in memorian”, a emoção foi grande com a lembrança de nomes como Jô Soares, Sérgio Mamberti, Luiz Gustavo, Françoise Furton, Isaac Bardavid, Sirmar Antunes, Gilberto Braga Arnaldo Jabor, Suzana Faini, Milton Gonçalves, Cláudia Jimenez, que partiram no último ano.

Ao final da cerimônia, como tradicionalmente ocorre, todos os vencedores do ano foram chamados ao palco para um momento de celebração e o registro com todos os premiados.

O 51º Festival de Cinema de Gramado está marcado para acontecer de 11 a 19 de agosto de 2023.

cinema festival gramado filme
50º Festival de Cinema de Gramado – 20-08-2022 – Longa-metragem brasileiro: Noites alienígenas, de Sérgio de Carvalho, entregue por Barbara Demeron e João Victor integrantes do Juri da critica. Foto: Edison Vara/Divulgação

 


Compartilhe: