Grêmio atropela o Operário na Arena pela Série B

O Grêmio venceu mais uma na Arena pela Série B. Na noite desta terça-feira (9), o time gremista venceu o Operário por 5 a 1.

Compartilhe:

O Grêmio venceu mais uma na Arena pela Série B. Na noite desta terça-feira (9), o time de Roger Machado atropelou o Operário no segundo tempo e venceu por 5 a 1.

O frio e a chuva garantiu o menor público até o momento na Arena, o total foi de 11.367 torcedores. Eles viram o Grêmio começar com a mesma equipe que venceu o Guarani.

O jogo começou equilibrado, mas em um ritmo lento, como o time do Grêmio dentro de campo. Aos 7 minutos de jogo, o time do Operário assustou os gremistas. Lucas Leiva tentou sair jogando do campo de defensa e acabou desarmado.

Felipe Garcia disparou em direção da área de Brenno, mas o volante conseguiu se recuperar e desviou a bola após o chute do adversário, que saiu para linha de fundo. Após esse lance, o Operário finalizou mais três vezes antes do Grêmio.

O Grêmio começou a finalizar com perigo só depois dos 20 minutos do primeiro tempo. E aos poucos o time gremista foi crescendo na partida, aumentando o número de finalizações perigosas. Aos 46 minutos do primeiro, o Grêmio abriu o placar.

Guilherme disputou a bola com a defesa do Operário. A bola sobrou limpa para Campaz arriscar de primeira, que chutou sem chances de defesa do goleiro Vanderlei, 1 a 0.

Segundo tempo

No segundo tempo, o Grêmio voltou com outra postura, diferente da primeira etapa. Nos primeiros minutos, o time gremista pressionou os adversários. Aos 7 minutos, o Grêmio ampliou o placar com Diego Souza.

Villasanti pegou o rebote da cobrança de escanteio e encontrou Diego Souza. Ele foi mais rápido do que a defesa adversária e tocou na saída de Vanderlei para marcar, 2 a 0 (e o gol foi confirma pelo VAR). Por um instante, a arbitragem marcou impedimento, mas, com o auxílio do VAR, o gol foi confirmado.

Enquanto a torcida ainda fazia festa na arquibancada, o Operário descontou. Aos 9 minutos, o atacante de Leonardo venceu os zagueiros do Grêmio pelo alto e cabeceou sem chances para a defesa de Brenno, 2 a 1.

O jogo ficou movimentado, mas o Grêmio conseguiu fazer o terceiro gol para tranquilizar a torcida. Aos 17 minutos, Biel aproveitou passe de Diego Souza, saiu na frente de Vanderlei e deu apenas um toque na bola para vencer o goleiro, 3 a 0.

Aos 37 minutos do segundo tempo, o árbitro deu o primeiro cartão amarelo para Thales, que entrou de forma agressiva em Elkeson. Em revisão no VAR, o atleta foi expulso e o Grêmio ficou com um jogador a mais.

A partida estava chegando ao fim, mas ainda dava tempo para mais gols na Arena. Aos 44 minutos, Elkeson deixou sua marca, de cabeça, após cruzamento de Bitello. No minuto final, o centroavante empurrou a bola para as redes, mais uma vez, fechando o placar, 5 a 1.

O resultado manteve a equipe do Grêmio com a pontuação de vice-líder, chegando a 17 jogos de invencibilidade na Série B.

“Sempre é justo um placar elástico como esse. Construímos ele em 60 minutos. Nosso torcedor que esteve presente nos ajudou muito a voltar pro jogo”, ressaltou Roger.

“Eu quero muito que a gente jogue bem e com consistência, como jogamos. Nós temos a melhor defesa e estamos marcando gols. Se isso não é desempenho, o que é?”, questionou o treinador do Grêmio.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Compartilhe: