Força Nacional vai apoiar a PF em ações em terra indígena no RS

A Terra Indígena de Guarita abriga o maior contingente de população Kaingang, com cerca de 7 mil pessoas.

Compartilhe:

O emprego da Força Nacional de Segurança Pública em apoio à Polícia Federal, na Terra Indígena Guarita, no Rio Grande do Sul, foi autorizado, nesta segunda-feira (15), pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP).

Os policiais vão atuar nas atividades de manutenção da ordem pública, da segurança das pessoas e preservação do patrimônio. O trabalho será em caráter episódico e planejado, por 90 dias, a contar de hoje.

O número de militares a ser disponibilizado obedecerá ao planejamento definido pela Diretoria da Força Nacional de Segurança Pública, da Secretaria Nacional de Segurança Pública.

A Terra Indígena de Guarita abriga o maior contingente de população Kaingang, com cerca de 7 mil pessoas, está localizada no noroeste do estado e ocupa parte dos municípios gaúchos de Tenente Portela, Redentora e Erval Seco.


Compartilhe: