Fiscalização flagra motorista dirigindo embriagado em Porto Alegre

A ação ocorreu entre a noite de sexta-feira (26) e a madrugada de sábado (27), na área central de Porto Alegre.

Compartilhe:

Um homem foi flagrado dirigindo embriagado durante uma fiscalização realizada pelas forças de segurança pública em Porto Alegre. A ação ocorreu entre a noite de sexta-feira (26) e a madrugada de sábado (27) em locais onde há maior movimentação noturna. Denúncias podem e devem ser feitas pelos telefones 153 e 156. As ligações são gratuitas e anônimas.

No decorrer da abordagem, um condutor foi flagrado bebendo enquanto dirigia o automóvel. Ele foi parado pela Guarda Municipal e durante o teste do bafômetro constatou-se limite, estabelecido por lei, de miligramas de álcool por litro de ar excedido. O homem foi conduzido à 2° Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento, onde a ocorrência foi lavrada e a fiança arbitrada foi paga pelo infrator.

Ao longo dos trabalhos, ocorreram três dispersões educativas de público. Na rua General João Telles, no bairro Bom Fim, diversas pessoas estavam bloqueando a via e deixaram o local de forma pacífica. Ainda na João Telles, um ambulante foi orientado a sair do local, o mesmo negou-se e fugiu dos agentes de fiscalização. Após ser alcançado pela Guarda Municipal, teve sua mercadoria apreendida. Ainda houve mais duas desaglomerações na Cidade Baixa. Uma na rua João Alfredo e outra na rua República com Leão XIII, com aproximadamente 300 pessoas dispersadas.

Como foi a operação

A ação de fiscalização começou no trecho três da Orla, com barreira administrativa e policial, e se estendeu para os bairros Centro Histórico, Cidade Baixa e Bom Fim. Agentes da Guarda Municipal, da EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação), fiscais municipais, brigadianos do 1º BPM (1° Batalhão de Polícia Militar) e equipe volante da Polícia Civil participaram da operação “Esforço Concentrado”.

“O objetivo central das ações é preservar a vida humana e dar segurança aos cidadãos. Pois um condutor alcoolizado ou sob efeito de entorpecentes pode causar um acidente, colocando todos em risco. Além disso, as aglomerações em vias públicas somadas ao uso de narcóticos normalmente resultam em brigas, tumultos e perturbação ao sossego alheio”, explica o secretário-adjunto de Segurança, comissário Zottis.


Compartilhe: